Conecte-se Conosco
 

 

Destaques

Governador Carlesse diz que na 2ª fase do HGG não repetirá licitação “capenga para depois ficar remendando”

Publicado

em

O governador Mauro Carlesse (DEM) acompanhado do Chefe de Gabinete, Divino Allan, e do deputado Gleydson Nato (PHS) estiveram na manhã desta sexta-feira, 22, acompanhando as obras do Hospital Geral de Gurupi, ocasião em que ele concedeu uma entrevista coletiva e falou sobre a conclusão da obra e do financiamento da Caixa Econômica Federal que irá beneficiar a segunda fase do HGG e pavimentação da TO-365, que liga Gurupi ao `Trevo da Praia.

por Wesley Silas

 O canteiro de obras do Hospital Geral de Gurupi voltou a movimentar e as obras retornaram com um ritmo dentro do que era esperado. Durante a visita de acompanhamento da obra o governador Mauro Carlesse conversou com o engenheiro responsável pela obra e pediu para acelerar sua conclusão no período de seis meses. As informações batem com as informações de abril deste ano quando o governo anunciou um novo cronograma para obra.

“Os engenheiros falam no prazo de 10 meses, mas eu quero que termine antes e dei o prazo de seis meses. Um detalhe, quando se licita uma obra do porte desta, o projeto deve prevê tudo que deve ser feito na sua execução. No entanto, esta obra teve que ser feita algumas adaptações e por isso atrasa um pouco; mas, se Deus quiser em breve vamos estar entregando esta obra para Gurupi e região que necessita de modernizar o sistema de saúde e este hospital é supermoderno que vai dar mais tranquilidade e cuidar melhor da vida das pessoas”, disse o governador.

Financiamento com a Caixa

O governador comentou ainda sobre o financiamento que o Estado do Tocantins pleiteia junto a Caixa Econômica Federal pois, segundo ele, deverá ser liberado nos próximos 30 dias, viabilizando obras importantes como a ampliação da Rodoviária de Gurupi, pavimentação da TO-465 que liga Gurupi ao Trevo da Praia e pavimentação nos 139 municípios do Tocantins.

“Nós temos, aproximadamente, quase R$ 600 milhões que vai ser investidos em algumas obras e uma delas é o hospital Geral de Gurupi, mas será na segunda etapa que em breve vamos licitar. Este dinheiro vai ajudar não só o hospital, como também vai fazer a estrada do Trevo da Praia onde os nosso engenheiros já começaram a desenvolver o projeto para fazer o levantamento e outras grandiosas obras que estão inseridas dentro deste empréstimo que, se Deus quiser, em 30 dias a gente vai estar também licitando para iniciar estas obras”.

Licitação da segunda fase do HGG

Apesar dos recursos estarem disponíveis há 06 anos, o Hospital Geral de Gurupi só funcionará quando a segunda fase estiver pronta, quando a comunidade da região sul do Tocantins terá à disposição 200 leitos de internação, 30 leitos de UTI adulto e 10 leitos de UTI pediátrica.

“A gente está tomando muito cuidado para não fazer uma licitação capenga para depois ficar emendando, como esta que é uma das obras que está ficando emendada, onde eles fazem o telhado e esquecem que tem que colocar a telha.

“A gente está tomando muito cuidado para não fazer uma licitação capenga para depois ficar emendando, como esta que é uma das obras que está ficando emendada, onde eles fazem o telhado e esquecem que tem que colocar a telha. É um absurdo, mas, de qualquer maneira, estamos fazendo, vamos corrigir e vamos em frente para entregar à população que precisa.

Sobre a obra

Quando pronto, o hospital contará com 200 leitos de internação, 30 leitos de UTI adulto, 10 leitos de UTI pediátrica, sete salas cirúrgicas e demais dependências necessárias para o funcionamento da unidade hospitalar. O investimento da primeira fase à construção do Hospital Geral de Gurupi (HGG) é de R$ 27 milhões.

Nesta primeira etapa da obra, serão aproximadamente 12 mil m² de área construída, distribuídos em pronto socorro, ambulatório e bloco administrativo, com 38 leitos de pronto socorro para adultos e seis infantis para atendimentos de baixa complexidade, 10 leitos destinados a pacientes que necessitem de cuidados de urgência e emergência. Além disso, contará com seis consultórios, sendo um específico para o atendimento psiquiátrico e ainda duas salas para a realização de procedimentos especiais invasivos, três centros cirúrgicos ambulatoriais, salas de sutura, curativo, gesso, imunização, inalação e 12 leitos de observação.

Os recursos são oriundos de emenda parlamentar da senadora Kátia Abreu.

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Facebook

Mais Visto