Hospital Geral de Gurupi | Em novo cronograma, Estado compromete entregar primeira fase nos próximos 14 meses, diz senadora Kátia Abreu - Atitude Tocantins
Hospital Geral de Gurupi | Em novo cronograma, Estado compromete entregar primeira fase nos próximos 14 meses, diz senadora Kátia Abreu
Destaques Notícias Política Saúde Tocantins

Hospital Geral de Gurupi | Em novo cronograma, Estado compromete entregar primeira fase nos próximos 14 meses, diz senadora Kátia Abreu

Hospital Geral de Gurupi | Em novo cronograma, Estado compromete entregar primeira fase nos próximos 14 meses, diz senadora Kátia Abreu
1 (20%) 3 votes

Em busca de soluções para conclusão do Hospital Geral de Gurupi (HGG) que nos últimos anos vive uma “novela” de paralisação e retomada das obras, a senadora Kátia Abreu (PDT) esteve na superintendência da Caixa Econômica Federal de Palmas, para tratar sobre a liberação de recursos para a conclusão da obra que prevê a construção de 200 novos leitos e UTI´s, com capacidade para atender 250 mil pessoas que moram na região sul do Tocantins.

por Wesley Silas

A abra que teve a assinatura da ordem de serviço no dia 30 de novembro de 2013, tinha 720 dias para ser concluída e, desde então foi palco de confusões, principalmente durante os período de eleições e em julho de 2016 o então governador Marcelo Miranda (MDB) chegou a declarar em uma das reportagem publicada no Portal Atitude sobre o assunto, que teria determinado aos seus assessores montarem o ‘cronograma para conclusão da obra’; mas, não conseguiu cumprir acordos como aditivos e reajustes nos valores da primeira fase da obra em conformidade ao INCC – Índice Nacional de Custo da Construção, fazendo com que a construção parasse e só foi retomada a passos lentos em 2018 e, até então, o Governo do Tocantins ainda não conseguiu licitar a segunda etapa da obra, mesmo com dinheiro em conta.

Após a audiência que a senadora Kátia Abreu teve hoje na superintendência da Caixa Econômica Federal e na Secretaria da Fazenda do Tocantins, ela gravou um vídeo comentando a situação da conclusão do Hospital Geral de Gurupi.

“Há 06 anos eu consegui estes recursos no Governo Federal e o dinheiro está na conta e nós não conseguimos concluir a obra. Finalmente, o Governo do Estado fez um novo cronograma e está se comprometendo nos próximos 14 meses realizar a primeira etapa que tem na conta em dinheiro R$ 18,6 milhões e já vai iniciar a licitação da segunda etapa que também o dinheiro está na conta que são mais R$ 21,5 milhões. Então, com estes dois recursos de, praticamente, quase R$ 40 milhões nós concluiremos o nosso hospital que, infelizmente, ainda deverá demorar mais uns três anos”, disse a senadora.

Sobre a obra

Quando pronto, o hospital contará com 200 leitos de internação, 30 leitos de UTI adulto, 10 leitos de UTI pediátrica, sete salas cirúrgicas e demais dependências necessárias para o funcionamento da unidade hospitalar. O investimento da primeira fase à construção do Hospital Geral de Gurupi (HGG) é de R$ 27 milhões.

Nesta primeira etapa da obra, serão aproximadamente 12 mil m² de área construída, distribuídos em pronto socorro, ambulatório e bloco administrativo, com 38 leitos de pronto socorro para adultos e seis infantis para atendimentos de baixa complexidade, 10 leitos destinados a pacientes que necessitem de cuidados de urgência e emergência. Além disso, contará com seis consultórios, sendo um específico para o atendimento psiquiátrico e ainda duas salas para a realização de procedimentos especiais invasivos, três centros cirúrgicos ambulatoriais, salas de sutura, curativo, gesso, imunização, inalação e 12 leitos de observação.

Os recursos são oriundos de emenda parlamentar da senadora Kátia Abreu.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *