Conecte-se Conosco
 

 

Cultura

Destaque global | Prédio escolar no Tocantins é eleito melhor do mundo

Publicado

em

Projeto foi liderado pelo designer Marcelo Rosenbaum fez de colégio interno da Fazenda Canuanã, da Fundação Bradesco, localizada na zona rural de Formoso do Araguaia uma verdadeira escola-casa. “Tudo o que fizemos foi pensado para garantir a essas crianças a sua intimidade e privacidade.”, disse Rosenbaum ao Estadão

por Redação

Na zona rural de Formoso do Araguaia, sul do Tocantins, existe há quase 45 anos a Fazenda Canuanã, localizada num encontro de 3 biomas, cerrado, pantanal e amazonia que oferece uma escola rural em regime de internato mantida pela Fundação Bradesco.

A reforma do prédio da escola Canuanã, localizada 320 quilômetro de Palmas, foi contemplado com o prêmio de “Melhor Edifício de Arquitetura Educacional do mundo” de 2018, outorgado pela Building of the Year.

Créditos: reprodução/divulgação/Leonardo Finotti

Estão matriculados um total, 780 alunos de 7 aos 17 anos vivem na escola, onde estudam, brincam, comem e dormem e o regime de internato é empregado para acolher alunos de localidades ainda mais afastadas, conforme informações do Estadão. No projeto premiado foram redesenhadas as moradias de 540 crianças em dois prédios divididos entre as meninas e meninos.  “Tudo o que fizemos foi pensado para garantir a essas crianças a sua intimidade e privacidade.”, disse Rosenbaum ao Estadão. Segundo ele foi atendido os pedidos dos alunos que queriam uma estrutura que oferecesse moradia fresca, devido a alta temperatura que pode chegar a 40ºC.

Os arquitetos chegaram a visitar as casas das famílias para mapear elementos com potencial de gerar identificação. “Visitamos populações ribeirinhas, caboclas e indígenas para fazer esse levantamento visual e cultural”, lembrou o arquiteto Pedro Duschenes.

Créditos: reprodução/divulgação/Leonardo Finotti

A construção usou painéis de palha trançada, tijolos de solocimento, chão de cimento queimado e madeira laminada. Cada criança tem o próprio gavetão para guardar suas coisas, além de um abajur e um espelho –para que possam enxergar e valorizar sua individualidade.

Créditos: reprodução/divulgação/Leonardo Finotti

De acordo com Ricardo Figueiredo, diretor da escola, as mudanças foram sentidas rapidamente a partir da entrega dos quartos, no início de 2017. “[Os alunos ] estão muito mais tranquilos, passaram a valorizar o silêncio, cuidam muito da estrutura. Para muitas dessas crianças, é a primeira vez que eles têm um quarto, já que a maioria mora com os pais em casas de apenas um cômodo.”

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Facebook

Mais Visto