Em Goiás | Ex-aluna da Unirg participa de publicação de livro sobre estudos de gêneros - Atitude Tocantins
Em Goiás | Ex-aluna da Unirg participa de publicação de livro sobre estudos de gêneros
Gurupi (TO) Notícias

Em Goiás | Ex-aluna da Unirg participa de publicação de livro sobre estudos de gêneros

Em Goiás | Ex-aluna da Unirg participa de publicação de livro sobre estudos de gêneros
Avalie esse post

A ex-aluna de Jornalismo da Universidade de Gurupi – UnirG, Leillyanne Morais, publicou um dos capítulos do livro Fios de Aracnê: narrativas de resistência e epistemologia feminista, editora PUC/GO. O livro foi lançado nesta sexta-feira, 18, durante o V Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC Goiás, em Goiânia/GO. A obra foi organizada pelas professoras: Maria José Pereira Rocha, Angelita Pereira de Lima, Anaterra Meira Oliveira de Jesus, Elvira Alves de Oliveira e Josiene Camelo Ferreira Antunes.

Da Redação

O estudo faz parte da transformação do artigo da Jornalista,  da dissertação de Mestrado em Serviço Social, pela PUC/GO, concluído em 2010. “ Sou egressa da segunda turma de Comunicação Social da UnirG, em 2005. Ainda na universidade desenvolvi o gosto pela pesquisa científica. Na época que conclui, me mudei para Goiânia e me ingressei no Mestrado. Foi muito desafiador, porque eu saía da graduação e já embarcava em um programa strictu sensu, além de ser em uma outra área da minha formação”, disse.

Segundo Leillyanne Morais, o capítulo aborda O movimento feminista em Goiânia sob a ótica do jornal O Popular, tema da dissertação, que redescreve sobre o movimento feminista reportado no jornal O Popular no dia 08 de março entre as décadas de 1980 a 2000. Morais foi orientada pela professora Drª Maria José Pereira Rocha.

“Nesse sentido constitui também o objetivo desse trabalho a questão da mídia como instrumento de análise e sua relação com o movimento das mulheres. A leitura do conjunto das notícias selecionadas evidenciou que, além de um registro histórico proporcionado por meio das reportagens impressas, houve um crescimento, uma importância maior dada ao tema, no que se refere a espaço e abordagem”, relatou.

O estudo se insere na linha de pesquisa do Programa de Mestrado que é política, social, movimentos sociais e cidadania. “No jornalismo se fala muito em comunicação de massa, mas será que conhecemos mesmo essa massa para teorizar sobre ela? Será que somos capazes de reescrever a realidade dessa massa sem impor a nossa visão de mundo? De que forma a produção de conhecimentos pode contribuir para se construir uma visão melhor de nós e dos outros? Foram questionamentos assim que me conduziu ao universo da pesquisa”.

Leillyanne acrescentou ainda que à medida que as décadas vão passando o movimento das mulheres é tematizado no jornal de uma forma mais ampla. A pesquisa opta por uma reflexão singular elaborada na ótica da redescrição como método de análise.

“O material analisado revela que a luta feminina se resume na busca de construir novos valores sociais, nova moral e nova cultura. É uma luta pela democracia, que deve nascer da igualdade entre homens e mulheres e evoluir para a igualdade entre todos os homens, suprimindo as desigualdades de classe. A mídia ao reportar, denunciar e publicar os atos do movimento feminista contribui significativamente para a afirmação dessas lutas e para a efetivação dos direitos reivindicados pelas mulheres ao longo das décadas”.

Leillyanne Morais é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UnirG, em 2015. Mestra em Serviço Social pela PUC/GO, e atualmente está concluindo o curso de Serviço Social pela Universidade Paulista Unip. Reside em Goiânia e atua como revisora no jornal online Portal 6.

De acordo com a pesquisadora, a formação em Jornalismo foi uma das motivações principais para obter o olhar acadêmico na construção do estudo cientifico, que serviu como referencial o feminismo. “Publicar essa pesquisa é uma forma de tornar acessível um material de referência que possa auxiliar pesquisadores futuros. É uma forma de contribuir com o protagonismo desses atores que buscam a sua emancipação política e o seu espaço na sociedade”, finalizou.

V Congresso

A PUC Goiás, com tema definido pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, “Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável”, apresenta o seu V Congresso de Ciência e Tecnologia com a oferta de abrangente programação científica e cultural.

Atividades que envolvem toda a comunidade universitária, no campo da pesquisa, nas diversas áreas do conhecimento, estão previstas em vasta e multidisciplinar programação elaborada com a participação de todas as escolas e cursos de graduação e pós-graduação da PUC Goiás. (*)

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *