Depois de passar por quatro governadores, primeira fase do HGG está prestes a ser finalizada - Atitude Tocantins
Depois de passar por quatro governadores, primeira fase do HGG está prestes a ser finalizada
Destaques Estado Notícias

Depois de passar por quatro governadores, primeira fase do HGG está prestes a ser finalizada

Depois caminhar a passos lentos em quatro governos do Tocantins e ficar mais de 2,5 anos paralisada – apenas no governo de Marcelo Miranda -, a construção do Hospital Geral de Gurupi evoluiu nos últimos 12 meses. “Agora a obra tem evoluído e vejo o interesse do atual governador. Quando a gente menos espera ele aparece aqui apenas com segurança para ver o andamento da obra”, disse um trabalhador. Veja imagens da evolução desta obra nos últimos seis meses.

por Wesley Silas

Neste momento de pandemia da Covid-19 tem surgido preocupações nos moradores de Gurupi e região sobre a possibilidade de falta de leitos no Hospital Regional de Gurupi, refletindo em críticas voltadas à demora da conclusão do Hospital Geral  de Gurupi. A obra iniciou no ano de 2013 no então governo de Siqueira Campos, seguiu lentamente no governo de Sandoval Cardoso e paralisou no governo de Marcelo Miranda (2014 a 2018 quando foi cassado pela terceira vez) e foi prejudicada no período de instabilidade e insegurança política do Tocantins voltou a passar quando aconteceu o mandato tampão do atual governador Mauro Carlesse em julho de 2018, seguido de outra eleição em outubro daquele mesmo ano, prejudicando a readequação de planilhas e retorno da obra que voltou acontecer, de fato, em 2019.

“Em 2016 tinha 150 homens trabalhando na obra deste hospital e recebemos, abruptamente, a ordem do vinda de Palmas do então governador Marcelo Miranda para parar tudo. A obra só retornou em 2019 no governo do Carlesse”, disse um, entre os 89 homens que trabalham na conclusão da obra marcada para acontecer no mês de setembro deste ano.

A primeira fase da construção do Hospital Geral de Gurupi é a parte pesada (cara) e demoradas do hospital e conta com subestação de energia (com geradores e nobreaks) que servirá para as duas fases que restam, assim como abrigo de resíduo solo e sala de gases medicinais (oxido nitroso, ar comprimido medicinal, vácuo clínico e oxigênio medicinal). Conta ainda em acabamento Pronto Socorros, Bloco Administrativo, Sala Vermelha, Consultórios, Farmácias, Enfermarias, lanchonete e auditório.

Enfermarias e Pronto Socorro sendo preparados para receber piso em porcelanato líquido.
Piso da do Centro Administrativo do HGG sendo preparado para receber piso em porcelanato líquido.
Auditório sendo preparado para receber carpete.

Confira (click no link) e veja a situação da obra em dezembro de 2019

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.