Conecte-se Conosco
 

 

Cidades

Queremos comemorar o Dia do Servidor em Gurupi. Mas comemorar o quê?, escreve Diretoria da ApugSsind

Publicado

em

“Na Unirg os seus servidores públicos estão com seus direitos trabalhistas e constitucionais ameaçados pelo desrespeito aos Planos de Carreira”, considera Diretoria da ApugSsind em carta

Confira:

O serviço público é bom para o País e essencial para a população.

Todos os dias, a população conta com o trabalho e dedicação de funcionários públicos na Educação, nas Universidades, Institutos, CEFET, escolas estaduais, municipais, creches públicas; na Saúde, nos postos de saúde, hospitais, atendimentos às pessoas com necessidades especiais… e muitos serviços mais. Nesse momento, os servidores públicos estão na linha de frente combatendo os efeitos da pandemia.

Enquanto o governo Bolsonaro, os governadores, prefeitos, o congresso, as assembleias e as câmaras de vereadores os atacam, os servidores públicos estão batalhando pela qualidade de vida da população trabalhadora.

Na Unirg os seus servidores públicos estão com seus direitos trabalhistas e constitucionais ameaçados pelo desrespeito aos Planos de Carreira.

Direitos como a recomposição, progressões, adicional noturno, insalubridade, licença capacitação e licença prêmio sem cumprir a lei docente, sem aumento real de salário há mais de 12 anos, entre outros direitos. Mesmo em tempos de pandemia, quando o docente e o técnico administrativo estão se desdobrando, com carga maior de atividade, porque muitos estão fazendo trabalho de suas casas, o assédio e a cobrança continuam acontecendo, sem contar que tudo isso tem colaborado para o aumento do adoecimento docente em nossa instituição.

A democracia, a autonomia, a educação socialmente referenciada e o respeito aos Planos de Carreiras dos Servidores são pressupostos fundamentais para que as Universidades públicas possam sobreviver. Na Unirg nós já temos muitos indícios negativos e que ameaçam nossa Instituição.

No município, servidores estão vivendo de “promessas” há muito tempo, sem PCCR, que nem na Lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano que vem tem previsão, descumprimento da lei de insalubridade, entre outros direitos já suprimidos. Agora vem a questão do Regime Próprio de previdência, quando está para ser votado na Câmara o aumento da alíquota de 11% para 14%. Isso é valorização? É isso que os gestores querem que comemoremos? Comemorar o quê?

Mesmo com tudo isso, vamos comemorar, porque temos orgulho em trabalhar pela qualidade de vida da população. Pela Educação!

Respeito aos Servidores e os Serviços Públicos. Não a Mercantilização das Políticas Públicas! Democracia e Direitos Já!

Mesmo com tudo isso, vamos comemorar, porque temos orgulho em trabalhar pela qualidade de vida da população. Pela Educação!
Respeito aos Servidores e os Serviços Públicos. Não a Mercantilização das Políticas Públicas! Democracia e Direitos Já!

Diretoria da ApugSsind

Fonte: ANDES-SN e ApugSsind

Fonte: ANDES-SN e ApugSsind

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Facebook

Mais Visto