Conecte-se Conosco
 

 

Araguaina

Após ouvir representantes de entidades, Dimas analisa reabertura de mais setores comerciais

Publicado

em

A flexibilização envolve funcionamento de mais setores da economia local, como as instituições de ensino particulares e mototáxis que encontra-se suspenso devido ao uso compartilhado de capacetes que gera insegurança no combate a Covid-19 devido ser um objeto de transmissão do coronavirus na cidade que contabiliza sete casos confirmados para a doença.

por Redação

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, realizou nessa quarta-feira, 22, mais uma reunião de trabalho on-line com representantes de vários setores do Município. As lives são públicas e podem ser assistidas pelas redes sociais da Prefeitura. Entre os temas discutidos na reunião está o aumento da flexibilidade para funcionamento de mais setores da economia local, como as instituições de ensino particulares e mototáxis. Para isso, é aguardado o início dos testes por amostragem da população no Município, que devem ser iniciados neste fim de semana.

“Algumas atividades poderão voltar a funcionar dependendo dos testes que vão ser realizados, e uma parte já tem como certa. Temos capacidade de atendimento dos pacientes e estamos com certa folga nos leitos hospitalares. A testagem na rua vai nos complementar para dar segurança nesta decisão”, afirmou o prefeito.

Esses testes rápidos são de proteína c-reativa (PCR), único capaz de diagnosticar pessoas contaminadas com o coronavírus nos primeiros dias de contágio, mesmo em pessoas assintomáticas. A testagem em massa será realizada em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e dará amostragem do nível de contaminação em Araguaína. Dimas está em Brasília e trará os insumos para o Município, nesta sexta-feira, 24.

Medidas nas aulas

O representante das escolas particulares, Júnior Ferrari, comunicou que aplicará nas unidades o mesmo levantamento feito pela Prefeitura na Rede Municipal de Ensino, para também conhecer a quantidade de alunos atendidos que moram junto com idosos e adultos com doenças crônicas.

“A gente está disposto a fazer tudo o que puder e seguir as medidas nas aulas. A criança é a mais responsável que o adulto, eles são muito mais preocupados com isso”, ressaltou.

Alternativa para mototáxi

Como alternativa para o retorno do serviço de mototáxi em Araguaína, o presidente da cooperativa da categoria, Ronyeryo Pereira Cunha, sugeriu usar capacetes abertos, sem a queixeira. “Eles são regulamentados pelo Inmetro e podemos borrifar álcool a cada corrida”, explicou. O serviço foi suspenso justamente pelo capacete ser um objeto de transmissão do coronavirus, já que tem revezamento entre várias pessoas e com contato direto na boca e nariz.

Mais leitos

Foi informado pelo superintendente executivo do Hospital Dom Orione, Osvair Murilo da Cunha, que mais 10 leitos devem estar preparados para atendimentos aos pacientes com covid-19, já para o dia 1º de maio. “Já fizemos toda a parte de rede, como de gases, e estamos aguardando somente o sinal verde do Governo do Estado, que vai habilitar esses leitos”, afirmou. Com esses, Araguaína chegará a 40 leitos exclusivos e isolados para receber pessoas com a doença.

Reabertura gradativa

O defensor público Sandro Ferreira entende que Araguaína está no caminho certo e ressaltou a importância das etapas. “Ganhamos um tempo que foi fundamental para instalar uma estrutura básica, estamos no segundo momento que é de avanço, ninguém pode negar que as atividades maiores estão sendo retomadas, com menos rendimento, mas o fluxo de riqueza está acontecendo e se os dados permitirem, pode aumentar”.

Garantia de alimento

A Secretaria Municipal da Assistência Social já entregou 13 mil cestas básicas às famílias carentes de Araguaína. O prefeito Dimas anunciou que vai implementar esse auxilio com parte recurso do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) que seria usado normalmente para alimentação escolar. “Vamos transformar cerca os R$ 8 reais por mês que recebemos por cada criança em cestas básicas. Ela será entregue para alunos da educação municipal que tenham mais necessidade”.

Mais atividades econômicas

Outra atividade que Dimas anunciou é a retomada do Projeto Coleta da Comunidade, que tem objetivo de melhorar a limpeza urbana com a contratação de garis para varrição e coleta de resíduos sólidos não perigosos nas vias públicas. O cadastro dos prestadores foi como Microempreendedores Individuais (MEI), com o uso do modelo empresarial para o vínculo. O Sebrae e Banco da Amazônia são parceiros da Prefeitura e estão colaborando no projeto.

Boletim epidemiológico

Nessa quarta-feira, 22, houve com mais uma confirmação para covid-19 no Município. O caso é de uma profissional de enfermagem, com 40 anos, que trabalha no Estado do Maranhão e em Araguaína. Ela apresenta sintomas leves e está em isolamento domiciliar. Com esse, são sete casos confirmados para a doença, sendo cinco já recuperados. Há ainda um caminhoneiro goiano internado no Hospital Regional de Araguaína, que não conta como caso local.

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Estado

Facebook

Mais Visto