Vereadores da situação derrubam requerimento do vereador Jenilson e zeram valor de diária - Atitude Tocantins
Vereadores da situação derrubam requerimento do vereador Jenilson e zeram valor de diária
Eleições Política Tocantins

Vereadores da situação derrubam requerimento do vereador Jenilson e zeram valor de diária

Vereadores da situação derrubam requerimento do vereador Jenilson e zeram valor de diária
Avalie esse post

O requerimento nº 824/2019, de autoria do vereador Sargento Jenilson (PRTB) propunha nivelamento das diárias da Câmara a do Poder Executivo, mas foi derrubado após o líder do Executivo, vereador Ivanillson Marinho (MDB) apresentar outro zerando o valor das diárias em viagens dentro do Estado. Uma das alegações é que a Câmara oferece veículo e combustível aos edis, enquanto a UVET disponibiliza de hotel em Palmas.

por Wesley Silas

Após a leitura do requerimento 824, o vereador Sargento Jenilson (PRTB) chegou a sugerir que todos os vereadores o subscrevessem; mas, para a surpresa os vereadores André Caixeta (PSB) e Ivanilson Marinho (MDB) o interpelaram com críticas à sua conduta.

“Existem alguns casos inusitados neta Casa de Leis e parece que ninguém viu este Projeto de Resolução (autorização do aumento do valor da diária de R$ 250 para R$ 600,00) passar por esta casa e agora apresenta este requerimento pedindo que baixe e quando nós comparamos este valor que eu tenho que confessar porque passou nas reuniões das comissões e eu seria hipócrita em falar que não sabia deste valor […] que ficava vem claro que era opcional, até porque nós temos a UVET (União dos Vereadores do Tocantins) que nos dá hospedagem, alimentação e cabe o bom senso de cada vereador que poderia optar pela diária ou então se hospedar na UVET”, disse Caixeta.

Em seguida o vereador Ivanilson Marinho (MDB) insinuou que o vereador Sargento Jenilson (PRTB) estaria manipulando os seus pares como “fantoches” e que ele teria usado “a própria torpeza para se beneficiar” devido utilizar das diárias; porém, depois que o opinião pública manifestou contra, ele teria recuado e apresentado o requerimento pedindo o nivelamento das diárias com o Poder Executivo.

“O senhor [Sargento Jenilson] utilizou disso e se beneficiou disso e agora está advogando em causa própria”, Ivanilson Marinho.
“Ele utiliza dos benefícios da Câmara Municipal e a população se levantou e, graças a Deus, isso aconteceu […] Estou apresentando agora um Projeto de Resolução com valores da diárias mais baixo que o Poder Executivo pratica […]”, disse Ivanilson Marinho. Em seguida ele defendeu que a Casa poderia economizar para construir sede própria e para isso deveria “sangrar na própria carne”. “O senhor [Sargento Jenilson] utilizou disso e se beneficiou disso e agora está advogando em causa própria para dizer: Eu estou pedindo a diminuição e equiparar a do prefeito municipal”, completou Ivanilson e ainda criticou os vereadores que “utilizam o poder legislativo em benefício próprio”.

Em seguida o presidente da Câmara, Wendel Gomides (PDT) interpelou o discurso do vereador Ivanilson Marinho e sugeriu zerar as diárias dentro do estado, mudando assim os valores da tabela de valores sugerido por Marinho.

“Eu sugiro no Projeto de Resolução nós deixarmos as diárias somente para Brasília representando o Poder Legislativo e dentro do Estado fica zerado porque quem for a Palmas existe hotel” disse Wendel que teve sua sugestão aceita por todos os vereadores.

Confira aqui (clique) íntegra da fala dos vereadores André Caixeta, Ivanilson Marinho e Wendel Gomides em nosso canal no YouTube.  

Em seguida foi aberta a fala para os demais vereadores, onde muitos deles negaram ter usado diárias da Câmara.

“Vai com o carro da Câmara, com gasolina da Câmara e ainda tem hotel da UVET, e ainda querem diária”, disse a vereadora Marilis Fernandes (PDT).

Por último foi aberto a fala para o vereador Sargento Jenilson (PRTB) se posicionar. Ele alegou que em dois anos e 09 meses de mandato fez apenas três viagens, sendo duas a Brasília para defender assuntos parlamentares e outra em Palmas para tratar de assuntos relacionado a CPI da BRK Ambiental. Em seguida defendeu a Câmara. “Eu fiz foi defender esta Casa de Leis porque nós nesta legislatura, não vou falar da anterior, sendo que 70% das diárias são com assessores, não atingiu R$ 20 mil em 30 meses – o que dá em média R$ 600,00 por mês […] O problema maior que foi colocado pela imprensa é que [valor da diária] ficou discrepante e foi isso que eu pedi que fizesse e não pedi para renunciar, para tirar ou para ninguém devolver e isso é discricionário de cada um vereador que usa como puder e se precisar”, disse Jenilson.

Confira (clique) a fala do vereador Sargento Jenilson em nosso canal no YouTube.  

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *