Sindjor repudia agressão verbal de comerciante a jornalistas em Palmas - Atitude Tocantins
Sindjor repudia agressão verbal de comerciante a jornalistas em Palmas
Destaques Notícias Polícia

Sindjor repudia agressão verbal de comerciante a jornalistas em Palmas

Ao  exigir respeito aos profissionais sobre o caso de uma agressão verbal de um comerciante a uma equipe de TV que realizava matéria sobre adequações de funcionamento no período de pandemia na Capital, o Sindicato dos Jornalistas do Tocantins – Sindjor, lembou que “desde o início do aparecimento do novo Coronavírus, os jornalistas no Tocantins e no mundo têm cumprido papel essencial de informar a população, e diariamente, correm riscos para levar até os mais diferentes locais as informações necessárias para a prevenção e cuidados com a pandemia”.

por Redação

Mais um caso de agressão a jornalista foi registrado na sexta-feira, 26, quando uma  equipe de TV foi agredida por um comerciante do ramo de alimentação durante realização de matéria sobre as adequações dos estabelecimentos para funcionamento nesse período da Pandemia da Covid-19.

“Ao ser questionado pelo uso incorreto e não observância as regras do decreto municipal, o comerciante começou a destratar a equipe proferindo xingamentos e palavras desrespeitosas na frente dos clientes, inclusive de crianças”, informou o Sindjor.

O Sindicato dos Jornalistas do Tocantins lembra que “ninguém é obrigado a dar entrevistas, ou concordar com essa ou aquela notícia ou emissora de televisão, mas isso não dá direito a agressão ou desrespeito que podem ser enquadrados como crime”.

Cita ainda que “desde o início do aparecimento do novo Coronavírus, os jornalistas no Tocantins e no mundo têm cumprido papel essencial de informar a população, e diariamente, correm riscos para levar até os mais diferentes locais as informações necessárias para a prevenção e cuidados com a pandemia”.

“Exigimos respeito aos profissionais e não toleraremos ataques desnecessários, assim como serão dados os encaminhamentos pertinentes aos que esquecem da civilidade e da lei”.

Nota de repúdio – Sindicato dos Jornalistas do Estado do Tocantins

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Tocantins repudia veementemente a atitude do comerciante do ramo de alimentação, que na noite de sexta-feira, 26, agrediu verbalmente uma equipe de TV durante realização de matéria sobre as adequações dos estabelecimentos para funcionamento nesse período da Pandemia da Covid-19.

Ao ser questionado pelo uso incorreto e não observância as regras do decreto municipal, o comerciante começou a destratar a equipe proferindo xingamentos e palavras desrespeitosas na frente dos clientes, inclusive de crianças.

Reiteramos que ninguém é obrigado a dar entrevistas, ou concordar com essa ou aquela notícia ou emissora de televisão, mas isso não dá direito a agressão ou desrespeito que podem ser enquadrados como crime.

Desde o início do aparecimento do novo Coronavírus, os jornalistas no Tocantins e no mundo têm cumprido papel essencial de informar a população, e diariamente, correm riscos para levar até os mais diferentes locais as informações necessárias para a prevenção e cuidados com a pandemia.

Exigimos respeito aos profissionais e não toleraremos ataques desnecessários, assim como serão dados os encaminhamentos pertinentes aos que esquecem da civilidade e da lei.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *