“Se Deus mexesse com política vocês estariam faz tempo no inferno”, Carlos Amastha ao citar “discursos divinos” em defesa de Marcelo Miranda - Atitude Tocantins
“Se Deus mexesse com política vocês estariam faz tempo no inferno”, Carlos Amastha ao citar “discursos divinos” em defesa de Marcelo Miranda
Destaques Eleições Notícias Política Tocantins

“Se Deus mexesse com política vocês estariam faz tempo no inferno”, Carlos Amastha ao citar “discursos divinos” em defesa de Marcelo Miranda

“Se Deus mexesse com política vocês estariam faz tempo no inferno”, Carlos Amastha ao citar “discursos divinos” em defesa de Marcelo Miranda
Avalie esse post

O ex-prefeito de Palmas e pré-candidato ao governo, Carlos Amastha (PSB) azedou de vez o relacionamento com parte da cúpula política do Tocantins e com o presidente do PSDB estadual e pré-candidato ao governo, senador Ataídes Oliveira (PSDB) que pediu hoje pela manhã no Palácio Araguaia que “Deus ilumine a cabeça dos ministros”, para deixar o governador Marcelo Miranda terminar o mandato.

por Wesley Silas


A semana amanheceu fervendo com a aproximação do julgamento embargos que trata da cassação do governador Marcelo Miranda (MDB). Nesta segunda-feira, 16, o governador foi prestigiado por várias lideranças, dentre elas as deputadas federais Dorinha Seabra (DEM) e Josi Nunes (PROS), o deputado federal, Lázaro Botelho (PP) e o senador Ataídes Oliveira (PSDB).

No lançamento da Agrotins, Botelho chegou a afirmar que a cassação do governador Marcelo Miranda teve “um dedo é um dedo político. Porque a alegação que estão fazendo, que houve um caixa dois, se eles pegaram o dinheiro, é claro que eles não usaram caixa dois. Então, que tivesse algum tipo de punição, mas não com uma cassação do diploma dele”, defendeu.

Já o senador Ataídes Oliveira defendeu que “as decisões dos tribunais” estariam atrapalhando o governador Marcelo Miranda a concluiu o seu mandato. Em seguida completou: “Deus ilumine a cabeça dos ministros e que deixe vossa excelência concluir seu governo”, considerou Ataídes.

De imediato, o pré-candidato ao governo, Carlos Amastha (PSB), como é de costume usou o seu twitter para criticar as falas que ele avaliou como “deprimente no lançamento da Agrotins”.

“Oportunistas. Totalmente desligados da realidade do estado. Teve discurso citando a “Justiça Divina”. Aviso…Se Deus mexesse com política vocês estariam faz tempo no inferno. Caras de pau”, postou Amastha.

Com um bom sague latinoamericano, Amastha chegou a cita o escritor e jornalista colombiano Gabriel García Márquez, autor de grandes livros dentre eles: “Cem Anos de Solidão”  e o seu preferido, “O Amor nos Tempos de Cólera”.

“Piorou. Agora o Senador do PSDB pede para Deus deixar o MM terminar o mandato. Nasci na terra do realismo mágico do Garcia Márquez, sempre pensei que Macondo fosse fantasia.. Enganei. EXISTE. Temos que virar essa página”, postou Amastha. (Com informações do site Gazeta do Cerrado).

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *