Professor da UnirG recebe Prêmio Frei Henri des Roziers, no Pará - Atitude Tocantins
Professor da UnirG recebe Prêmio Frei Henri des Roziers, no Pará
Destaques Estado

Professor da UnirG recebe Prêmio Frei Henri des Roziers, no Pará

Professor da UnirG recebe Prêmio Frei Henri des Roziers, no Pará
Avalie esse post

A trajetória de uma vida dedicada a trabalhos jurídicos de defesa dos direitos básicos às pessoas rendeu ao professor da Universidade de Gurupi – UnirG, o advogado Adilar Daltoé, o II prêmio Frei Henri des Roziers de Direitos Humanos. A homenagem será na noite de hoje, 12, em Xinguara, no Pará. O evento é promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da subseção do município paraense.

por Redação

Daltoé é professor no curso de Direito da Instituição desde 1996, na disciplina de Direito e Processo do Trabalho. Ele percorreu uma longa trajetória de trabalhos realizados com frei Henri. De 1984 a 1992 os dois caminharam juntos na Comissão Pastoral da Terra (CPT – Araguaia Tocantins). Em 1993 o frei mudou-se para o Pará e o advogado continuou a compor a rede de apoio e colaboração ao trabalho desenvolvido pelo amigo.

Adilar recebeu o reconhecimento da sua atuação como um desafio para continuar a jornada que vem sendo trilhada há mais de três décadas. “Estamos vivendo no Brasil, ataques à defesa dos direitos humanos. O prêmio é um estímulo a todos aqueles que lutam para que esses direitos sejam realidade. Para os advogados essas defesas não são virtudes e sim obrigação. É uma condição para o exercício da advocacia, pois ao receber a carteira profissional juram defender os direitos humanos. Com essa homenagem sinto-me desafiado a continuar esse trabalho”, afirmou Adilar Daltoé.

Frei Henri des Roziers

 O frade dominicano e advogado nasceu em Paris, em 1930. Mudou-se para o Brasil em 1978, após o contato com brasileiros exilados na França, na época da ditadura militar. A realidade fundiária brasileira o impressionou e ele decidiu vir ao país como missionário, acreditando que sua experiência de advogado poderia contribuir. Henri foi naturalizado brasileiro e se tornou um dos maiores defensores dos direitos dos trabalhadores rurais e camponeses na região de fronteira agrícola da Amazônia.

  Ele morou no Tocantins, antigo norte goiano e se inscreveu na OAB de Goiás em 1984. Após a criação do estado, em 1988, filiou-se a OAB/TO. Na década de 1990 mudou-se para o sul do Pará onde viveu até 2013, quando retornou à França devido a problemas de saúde. Ele morreu em Paris em 2017, aos 87 anos.

No Brasil, Henri encabeçava a lista de religiosos ameaçados de morte. Recebeu prêmios no país e no exterior por sua atuação.

Durante sua vivência no território brasileiro, Henri des Roziers ministrou uma palestra sobre o trabalho escravo, na UnirG (foto).  (Luciene Marques/ Ascom-UnirG)

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *