PRF adverte que consumir rebite é crime e pode causar acidentes - Atitude Tocantins
PRF adverte que consumir rebite é crime e pode causar acidentes
Destaques Notícias Polícia

PRF adverte que consumir rebite é crime e pode causar acidentes

A substância encontrada é proibida pela ANVISA, sendo importada e comercializada ilicitamente. O Nobesio Extra Forte possui em sua composição a droga anfetamina. Referido entorpecente costuma ser usado por motoristas profissionais, como caminhoneiros, para inibir o sono e prolongar a viagem, desrespeitando, assim, a Lei do Descanso e colocando em risco o próprio condutor e os usuários das rodovias federais.

Por: Redação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) vem combatendo de forma contínua os mais diversos crimes e ações ilegais que contribuem de forma negativa para a violência no trânsito. Neste cenário, encontra-se a fiscalização reforçada no combate ao uso de rebites por condutores de veículos, prática que além de criminosa ainda coloca em risco os usuários das rodovias.

O caso mais recente foi registrado em Guaraí/TO durante uma fiscalização de rotina realizada pela PRF, promovida hoje (20), por volta das 06:00 horas, no km 332.0 da BR 153, ocasião em que foi abordado o veículo Scania/G420 A6x2, cor branca, conduzido por um homem de 42 anos.

Durante a fiscalização, foi verificado que o condutor se apresentava com olhos avermelhados, com aparência de não ter dormido na noite anterior, passando então a realizar uma busca no interior do veículo Scania, foram localizados em um compartimento escondido uma cartela de 15 comprimidos de substância proibida nominada “Nobesio Extra Forte”, sendo que 5 já teriam sido retirados e permaneciam 10 comprimidos intactos.

Continuando a revista, a equipe da PRF ainda localizou em outro compartimento do veículo duas cartelas contendo cada uma com 15 comprimidos de substância proibida. Na abordagem fora encontrado um total de 40 (quarenta) comprimidos de substância proibida.

A substância encontrada é proibida pela ANVISA, sendo importada e comercializada ilicitamente. O Nobesio Extra Forte possui em sua composição a droga anfetamina. Referido entorpecente costuma ser usado por motoristas profissionais, como caminhoneiros, para inibir o sono e prolongar a viagem, desrespeitando, assim, a Lei do Descanso e colocando em risco o próprio condutor e os usuários das rodovias federais.

Questionado pela equipe da PRF sobre as anfetaminas encontradas, o motorista do caminhão informou que adquiriu as três cartelas (45 unidades) no dia 16 de fevereiro de 2018, em um posto de combustível próximo a cidade de Goiânia-GO, não sabendo precisar o nome do estabelecimento e nem do vendedor.

Relatou também que não faz uso diário do entorpecente, mas que o tem referidos entorpecentes em sua posse para evitar um sono repentino em uma viagem.

Diante dos fatos, o motorista flagrado foi enquadrado no crime de Porte de droga para consumo pessoal, sendo então lavrado o Termo de Ocorrência Policial (TCO) e apreendidas as substâncias. A ocorrência e os entorpecentes serão encaminhados ao Ministério Público Estadual, para continuidade dos procedimentos legais.

A PRF no Tocantins está em terceiro lugar nacional no número de apreensões de rebites, dado levantando no âmbito da PRF Nacional, ficando atrás apenas da PRF/SP e PRF/GO. Em 2017 foram apreendidos um total de 961 compridos da substância ilícita, sendo detidos 45 condutores que portavam referidas substâncias.

Alguns condutores utilizam tanto esta substância que a mesma deixa de fazer efeito e é necessário ampliar a dose consumida. Em alguns casos o rebite deixa de fazer o efeito espero pelo motorista e o mesmo começa a consumir outras substâncias, como por exemplo a cocaína, potencializando os prejuízos para sua saúde e o risco para sociedade.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *