Prefeituras de Santa Terezinha (MT) e de Gurupi (TO) gravam vídeos institucionais defendendo o poder econômico da ligação entre os dois Estados - Atitude Tocantins
Prefeituras de Santa Terezinha (MT) e de Gurupi (TO) gravam vídeos institucionais defendendo o poder econômico da ligação entre os dois Estados
Destaques Economia Emprego Estado Notícias

Prefeituras de Santa Terezinha (MT) e de Gurupi (TO) gravam vídeos institucionais defendendo o poder econômico da ligação entre os dois Estados

Prefeituras de Santa Terezinha (MT) e de Gurupi (TO) gravam vídeos institucionais defendendo o poder econômico da ligação entre os dois Estados
Avalie esse post

A prefeitura de Santa Terezinha (MT) mostrou em vídeo produzido pela DH Vídeo e Produções algo que poucos gestores municipais manifestaram no Tocantins para fomentar a potencialidade econômica do agronegócio do baixo Araguaia no estado do Mato Grosso em defesa de uma melhor infraestrutura de transporte por meio do projeto da BR-242 que prevê o cruzamento da Ilha do Bananal com os trechos conhecidos como Transbananal que prevê ligar São Felix do Araguaia (MT) a Formoso do Araguaia e a rodovia Transaraguaia ligando as cidade de Santa Terezinha (MT) a Lagoa da Confusão (TO).

por Wesley Silas


A integração do sistema rodoviário entre os estados do Mato Grosso e Tocantins é considerada como uma estratégia para escoar a produção do estado de Mato Grosso e fomentar a economia do Tocantins que poderá fornecer calcário e adquirir produtos agrícolas como o milho para produção de aves e suínos, assim como atrair estudantes para as universidades como a Unirg, UFT e IFTO que são referência em pesquisa que envolvem o agronegócio e a área de saúde.

Pesca Esportiva Lago do Calumbi – Formoso do Araguaia Ilha do Bananal (Foto: Thiago Sá)

“A rodovia permitiria a abertura de novas fronteiras agrícolas, turísticas, reduzindo os custos de produção agrícola e aliviando o tráfego na malha rodoviária […] Hoje as lideranças locais continuam a pleitear do trecho não concluído”, pontua a mensagem do vídeo da prefeitura de Santa Terezinha. Para justificar o pleito a prefeitura cita dados como os da região do norte Araguaía que deverá ter aumento de 26% no aumento da safra, conforme aponta o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária. – IMEA, saindo de 72 mil/ha para 90 mil hectares plantados, passando a estimativa de produção de 6 milhões de toneladas para 8 milhões, correspondendo aumento de 27%, no Araguaia considerada a última fronteira agrícola do Mato Grosso com 6 milhões de hectares que podem ser usados para o plantio de soja.

Além de encurtar a distância para o escoamento da produção via BR-243 e ferrovia Norte-sul das produção de Mato Grosso, a obra é fundamental para o desenvolvimento da região sul do Tocantins que passará a fazer para do corredor da produção agrícola e, devido sua importância, ela chegou a fazer parte Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e caso for concluída; a TO-500, irá encurtar em até mil quilômetros as distâncias para o escoamento de produtos vindos do Mato Grosso para os portos de Salvador e Maranhão. Conforme mostra um vídeo institucional produzido pela Prefeitura de Gurupi outro benefício da rodovia será a integração dos oceanos Atlântico e Pacífico e servirá de corredor de conexão do Brasil com os países acima da linha do Equador.

Do lado do Tocantins, uma das pessoas mais engajadas com a causa é o engenheiro José Rubens Mazzaro, autor do projeto da TO-500 tem apostado na união dos políticos, principalmente senadores, deputados federais e governadores dos dois estados para que a obra possa sair do papel. No final de janeiro deste ano o governador do Tocantins, Mauro Carlesse durante audiência com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, solicitou a edição de um Decreto Presidencial que permita o asfaltamento da BR-242, no trecho de 90 km que passa pela Ilha do Bananal. Conforme, o governador, o ministro Onyx Lorenzoni se comprometeu em enviar a documentação para análise e que a resposta sobre os pleitos deve acontecer em breve. Naquela ocasião o governador do Tocantins, Mauro Carlesse, também esteve com ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para reivindicar a duplicação da BR-153 e na ocasião o ministro afirmou que em “curtíssimo prazo irá repassar ao Estado do Tocantins a concessão do trecho da rodovia da travessia da Ilha do Bananal que poderá ser viabilizada pelo Governo do Tocantins por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP).

Municípios que poderão ser beneficiados

Ilha do Bananal /Foto Amazon Lodge

Os municípios mato-grossenses que serão beneficiados pela rodovia Transbananal são: São Félix do Araguaia, Alto Boa Vista, Santa Terezinha, Vila Rica, Santa Cruz do Xingú, São José do Xingú, Confresa, Porto Alegre do Norte, Canabrava do Norte, Serra Nova Dourada, Novo Santo Antônio, Querência, Canarana, Ribeirão Cascalheira, Água Boa, Luciara e Bom Jesus do Araguaia.

Pelo estado do Tocantins, serão beneficiadas as cidades de Gurupi, Formoso do Araguaia, Cariri do Tocantins, Aliança do Tocantins, Dueré, Figueirópolis, Alvorada, Araguaçu, Sandolândia, Brejinho do Nazaré, Sucupira, Peixe, São Valério, Santa Rosa, Ipueiras, Silvanópolis, Jaú, Talismã e Lagoa da Confusão.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *