Prefeito Laurez não quer interferência da Assembleia no Plano Diretor de Gurupi - Atitude Tocantins
Prefeito Laurez não quer interferência da Assembleia no Plano Diretor de Gurupi
Destaques Notícias Política Tocantins

Prefeito Laurez não quer interferência da Assembleia no Plano Diretor de Gurupi

Durante a Sessão Ordinária da quarta-feira, 09, foi aprovado a Moção de Repúdio aos deputados Estaduais que aprovaram as alterações nas Leis 090/2013 e 693/2014 e o Projeto de Lei Complementar de autoria do deputado Wanderlei Barbosa.

De acordo com o vereador Ivanilson Marinho durante o lançamento do mapa multifinalitário, que é uma ação do Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentável de Gurupi, o prefeito Laurez Moreira afirmou que também vai questionar a leis que segundo os vereadores de Gurupi e Palmas violam as competências constitucionais e infraconstitucionais das Câmaras Municipais e dos Executivos.

"Eu fiquei feliz pela atitude do prefeito Laurez Moreira por ele entender o absurdo", Ivanilson Marinho.
“Eu fiquei feliz pela atitude do prefeito Laurez Moreira por ele entender o absurdo”, Ivanilson Marinho.

“Eu alertei ao prefeito que a gente estava preparando para submeter a aprovação do Plano Diretor do Município de Gurupi ao deputados Estaduais e o prefeito também rechaçou a idéia e naquele momento ele disse que iria procurar a Procuradoria do Município para manifestar contrário. Eu fiquei feliz pela atitude do prefeito Laurez Moreira por ele entender o absurdo que o Wanderlei Barbosa e os deputados estaduais que foram favoráveis fizeram”, disse Ivanilson Marinho em entrevista ao Portal Atitude.

Moção de Repúdio

A fala do vereador aconteceu depois que foi aprovada Moção de Repúdio aos  os deputados Estaduais que aprovaram as alterações nas Leis Leis 090/2013 e 693/2014.

“Fico feliz pela postura dos vereadores de Gurupi e dos vereadores de Palmas. Agora vamos provocar as Câmaras Municipais e, se possível, os Executivos das cidades Metropolitanas da região de Gurupi e Palmas que manifestem da mesma forma porque não podemos admitir interferência da Assembleia, que não competência nenhuma para legislar sobre interesse dos municípios, mas apenas o Executivo Municipal e a Câmara de Vereadores nos termos do Artigo 182 da Constituição Federal. Eles violaram a legislação infraconstitucional em relação ao Estatuto das Cidades e a Constituição do Estado que foi mudada para atender apenas está finalidade do deputado Wanderlei Barbosa”.

Interesse de Wanderlei Barbosa

Ivanilson denunciou que a mudança na leia estaduais foram para atender os interesses do deputado Wanderlei Barbosa, pois sua família tem muitas áreas no entorno de Palmas.

“Fui suprimida a análise jurídica da Assembleia Legislativa nas palavras do procurador daquela Casa. É um absurdo para atender interesses pessoais do deputado Estadual Wanderlei Barbosa e eu tenho certeza absoluta que hoje se os deputados tivessem consciência do eles fizeram não votariam favoráveis a um projeto de lei absurdo como este”, relatou.

Ação Direta de Inconstitucionalidade Genérica (ADIn)

Ivanilson lembrou da ADIn que a Câmara de Palmas entrou questionando as Leis e anunciou que a Câmara de Gurupi irá seguir o mesmo exemplo para que o Estado revogue as leis.

“A Câmara de Palmas já entrou na Procuradoria Geral do Ministério Público que é competente para entrar com as ADIn e nós elaboraremos um documento no mesmo sentido para que a Procuradoria possa analisar a legalidade e sugerir a revogação para o Governo do Estado. Este vai ser o papel nosso e espero que as 18 Câmaras dos municípios que fazem parte desta suposta região metropolitana possam manifestar no mesmo sentido”.  

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós