Porto Nacional | Gravações do filme “A massa que faz o pão” terminam na próxima semana - Atitude Tocantins
Porto Nacional | Gravações do filme “A massa que faz o pão” terminam na próxima semana
Cultura Destaques Entretenimento Estado Notícias Videos

Porto Nacional | Gravações do filme “A massa que faz o pão” terminam na próxima semana

Porto Nacional | Gravações do filme “A massa que faz o pão” terminam na próxima semana
Avalie esse post

Com participação dos atores gurupienses Fernando França e Layla Fernanda o curta-metragem de ficção tem como Roteirista e Diretor o cineasta portuense/gurupiense Hélio Brito, que nasceu e viveu em Porto Nacional até os 05 anos de idade; mas ,cresceu e viveu grande parte da sua vida em Gurupi, , onde foi sócio-fundador da Produtora “bemTVideo”

por Wesley Silas


Segundo o cineasta, Hélio Brito, as gravações o filme iniciaram no dia 07 de março de 2018, no centro histórico da cidade de Porto Nacional e terminam nesta Semana Santa.

“Previsto para ser rodado em apenas 10 dias, a produção precisou estender bastante este prazo em função das chuvas, que obrigaram a equipe a se adequar aos curtos períodos de estiagem”, disse Hélio Brito.

(Foto: Lúcia Rocha)

“A Massa Que Faz o Pão” é fruto do Edital nacional de curta-metragem, edição 2017, do Ministério da Cultura.

“Tendo como primeira janela de exibição as salas de cinema, “A Massa Que Faz o Pão” será o primeiro filme tocantinense a utilizar o moderno sistema de som 5.1, aquele utilizado pelas melhores salas de cinema do mundo, em que o som ecoa de cinco pontos diferentes da sala de projeção, que aumenta a sensação de se estar dentro da ação”, explica Hélio Brito.

(Foto: Lúcia Rocha)

Para fazer as gravações os atores gurupienses, Fernando França e Layla Fernanda, tiveram que passar por mudanças no visual para se adequarem aos seus papéis.

Fernando França é o ator principal do filme e interpreta o personagem Milton que namora Indilene, representada pela atriz Layala Fernandes.

Layla Fernanda e Fernando França (Foto: Lúcia Rocha)

Sinopse

“Numa cidade imaginária chamada Pontal do Norte acontece uma solenidade pública para inauguração de um monumento comemorativo aos 100 anos de construção da famosa Catedral de São Domingos do Pontal. Entretanto, um desentendimento em relação aos nomes de colaboradores que deveriam constar na placa comemorativa, transforma o local em praça de guerra”

(Foto: Lúcia Rocha)

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *