Polícia usa a força e desbloqueia BR-153 em Colinas - Atitude Tocantins
Polícia usa a força e desbloqueia BR-153 em Colinas
Cidades Destaques Estado Notícias Polícia

Polícia usa a força e desbloqueia BR-153 em Colinas

Polícia usa a força e desbloqueia BR-153 em Colinas
2 (40%) 2 votes

De acordo com o site Guaraí Notícias, participaram da operação 15 homens da PRF e 40 da Tropa de Choque do PM do Tocantins.

Durante a ação os policiais tentaram o desbloqueio pacificamente, mas um de caminhoneiros resistiram na intenção de manter do bloqueio. No KM-242 os policiais partiram para o conflito que resultou na prisão em flagrante de duas pessoas que em seguida foram conduzidas para a Delegacia da Polícia Civil de Colinas.

Foto: Divulgada no WhatsApp
Foto: Divulgada no WhatsApp

Conforme informou a PRF ao Guaraí Notícia, os manifestantes teriam cortado mangueiras de ar de diversos caminhões que estavam no acostamento na intenção que os mesmos não seguissem viagem, mas mesmo assim a BR-153 foi liberada e os policiais permaneceram no local para garantir o tráfego de caminhões.

Cardozo determina ação da PRF contra bloqueio de estradas

 O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou na noite desta terça-feira (10) que o governo editará uma medida provisória para aumentar a punição prevista no Código de Trânsito Brasileiro para quem “usar veículo para deliberadamente interromper, restringir ou perturbar a circulação na via”. Essa conduta passará ser considerada gravíssima, com multa de de R$ 5.746,00 –até hoje, a penalidade era de R$ 1.915,00.

Segundo Cardozo, a norma será publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (11) e terá vigência imediata. Além da multa para quem participa do bloqueio, a MP também elevará a penalidade para quem organiza a paralisação, que agora será de R$ 19.154,00 –em ambos casos, a multa é dobrada se houver reincidência. (Com informação do Portal Brasil e do site Guaraí Notícias)

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *