PF desarticula grupo que usava contas de terceiros invadidas para quitar boletos bancários - Atitude Tocantins
PF desarticula grupo que usava contas de terceiros invadidas para quitar boletos bancários
Polícia

PF desarticula grupo que usava contas de terceiros invadidas para quitar boletos bancários

A Polícia Federal do Tocantins deflagrou na manhã desta terça-feira (07) a Operação “Xunxo”, que tem como objetivo desarticular um grupo criminoso especializado em fraudes bancárias eletrônicas.

Da Redação

Aproximadamente 30 policiais federais cumprem 8 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Palmas e Porto Nacional, todos expedidos pela 4º Vara da Justiça Federal do Tocantins.

O grupo criminoso é formado por empresas e empresários, que se utilizavam de fraudes eletrônicas para realizar o pagamento de boletos bancários, por meio de contas de terceiras pessoas que tinham suas contas pessoais invadidas e se tornavam vítimas do golpe.

As investigações apontam que se trata de um esquema ramificado, que conta com a participação de envolvidos com notável conhecimento de informática para burlar sistemas bancários. Apenas com o pagamento fraudulento de boletos bancários, o grupo criminoso gerou um prejuízo de mais de R$ 160 mil à Caixa Econômica Federal.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de estelionato majorado, cuja pena pode ultrapassar cinco anos de reclusão.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *