Obras da Prefeitura de Gurupi em parceria com o Governo Federal estão com cronograma atrasado - Atitude Tocantins
Obras da Prefeitura de Gurupi em parceria com o Governo Federal estão com cronograma atrasado
Cidades Destaques Educação Esporte Gurupi (TO) Notícias

Obras da Prefeitura de Gurupi em parceria com o Governo Federal estão com cronograma atrasado

Avalie esse post

Após sugestão de leitores, a reportagem do Portal Atitude procurou a Prefeitura para esclarecer à comunidade sobre obras públicas que se encontram paralisadas e outras com cronograma de conclusão atrasadas. Também foi questionado sobre projetos para ocupação dos espaços voltados ao esporte, dentre eles os três campos de futebol nos setores Nova Fronteira, Sol Nascente e Vila Nova.

por Wesley Silas


As obras são voltadas a atender a comunidade carente do município, como dois Centros Municipais de Educação Infantil (CEMEI) nos setores Santa Rita e no Aeroporto II, que deveriam ser entregues no dia 26 de maio deste ano por meio de parceria entre o Ministério da Educação por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e Prefeitura Municipal.

“Ambos os Centros Municipais de Educação Infantil, Aeroporto III e Santa Rita, tiveram seus prazos aditivados em função de atraso no repasse de verba federal”, informou a secretaria Municipal de Educação por meio da assessoria de Comunicação.

Outra obra com cronograma atrasado é a Unidade de Atenção Básica em Saúde (Policlínica) no setor União que deveria ser entregue à comunidade no dia 11 de junho de 2017.

“A obra de construção da Policlínica foi reprogramada e reeditada. Tanto a CAIXA como o Ministério da Saúde atrasaram repasses de verba federal”, justifica a Secretária Municipal de Saúde por meio da assessoria de Comunicação, sem previsão de conclusão da obra.

A conclusão da revitalização Praça Henrique Santana, conhecida como Praça Mauro Cunha  tinha previsão de término para o dia 21 de fevereiro deste ano, mas encontra-se paralisada há meses. 

“O projeto da Praça Henrique Santana sofreu alterações e encontra-se esperando análise e aprovação da CAIXA”, explica a Prefeitura sem informações sobre data do retorno da obra.

A paralização da macrodrenagem e asfalto nas ruas 58, 57, 59, 60, VPO5 e VP 06 no Setor Nova Fronteira provocou aos moradores do setor vários problemas durante o período chuvoso e agora continua com a poeira e valas abertas.

“A obra de macrodrenagem citada acima está aguardando repasses financeiros da CAIXA para ser retomada”, explica a prefeitura.

Em meio ao aumento da violência urbana, numa situação em que Tocantins teve destaque negativo nos indicadores do Atlas da Violência de 2014 para 2015, que apontou aumento em 30% na taxa de homicídios entre jovens com idade entre 15 a 27 anos, enquanto a média nacional diminuiu 3%; a necessidade do empoderamento da juventude que vivem em situação de risco por meio do esporte na promoção da paz e do conhecimento é algo que merece ser trabalhado em Gurupi. Uma das alternativas seria a ocupação de espaços em áreas ligadas a violência como crimes e abuso de drogas por meio da ocupação dos campos de futebol em três regiões que envolvem os setores Vila Nova e Aeroporto, Sol Nascente e Campo Bello e os setores Nova Fronteira, Malvinas, Santa Rita e os residenciais Alvorada I e II.

Campo de futebol no setor Vila Nova teve toda grama retirada.

“Os referidos espaços serão utilizados para a promoção de iniciação esportiva com crianças, jovens e adolescentes a partir de agosto. Sendo que no campo do Setor Sol Nascente, as atividades iniciam-se nesta semana”, informou a Secretária de Educação e Esporte por meio da assessoria de Comunicação.

O campo de futebol Raimundo Facundes, no setor Sol Nascente, foi inaugurado no dia 18 de maio de 2010.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *