OAB Subseção de Dianópolis cria Comissão para fiscalizar saúde na região - Atitude Tocantins
OAB Subseção de Dianópolis cria Comissão para fiscalizar saúde na região
Cidades Dianópolis Saúde Saúde

OAB Subseção de Dianópolis cria Comissão para fiscalizar saúde na região

OAB Subseção de Dianópolis cria Comissão para fiscalizar saúde na região
Avalie esse post

A Subseção de Dianópolis da Ordem dos Advogados do Brasil criou a Comissão de Saúde, com o objetivo de fiscalizar a atuação do Poder Público na área da saúde em Dianópolis e municípios circunvizinhos. A Comissão é formada pelos advogados: Camillo Fellipe Costa Lesse (Presidente), Nícolas Alexandre Bites Montezuma (Vice-Presidente) e Elmison Sousa e Silva, como membro permanente.

por Ceila Menezes

Diante do problema da saúde na região, que vem se tornando uma preocupação, principalmente quanto ao atendimento no Hospital Regional de Dianópolis (HRD), que é referência para oito municípios da região Sudeste do Tocantins, responsável pelo atendimento de mais de 100 mil pessoas, o qual frequentemente deixa de assistir a população, devido à falta de médicos e transporte de urgência e emergência e reclamações sobre atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, a OAB decidiu criar a Comissão, que vai atuar na fiscalização da prestação destes serviços.

Vendo a necessidade da fiscalização, o presidente da OAB Subseção de Dianópolis, Hamurab Ribeiro Diniz, decidiu criar a Comissão da Saúde, a qual vem realizando reuniões com representantes do poder público, na esfera municipal e estadual, com o objetivo de identificar os problemas enfrentados, buscando solução em conjunto. “A situação é complicada! Sabemos da falta de atendimento no HRD, que é de responsabilidade do Governo do Estado. Também sabemos que essa falta de atendimento, tem onerado os Municípios, os quais vêm recebendo as demandas que seriam de competência da esfera estadual. A OAB de Dianópolis não será omissa, e vamos buscar todos os meios para auxiliar as forças públicas na resolução deste problema. O que queremos e buscamos é dialogar com estes representantes, a fim de que, juntos, possamos encontrar uma solução”.

O município de Almas recentemente divulgou nota de esclarecimento acerca da saúde local, informando que, em decorrência da situação do HRD em Dianópolis, a qualidade e eficiência do atendimento médico em Almas estaria comprometida, uma vez que, devido à falta de médicos na cidade de Dianópolis, os pacientes estariam se deslocando para buscar atendimento em Almas, causando “prejuízos” a este município.

Em decorrência da divulgação da nota do município de Almas, o Presidente da OAB da Subseção de Dianópolis, juntamente com a Comissão da Saúde, marcou reunião com o Secretário de Saúde e o Prefeito de Almas, os quais se recusaram a receber os representantes da OAB. Diante da negativa, o grupo procurou a Delegacia de Polícia daquele município, onde informaram o delegado local, George Luiz Dias, “que a OAB estaria atuando, de forma gratuita, para qualquer cidadão que necessitasse de assistência jurídica em decorrência de recusa de atendimento e omissão de socorro”, como explicou o Presidente da Comissão, Camillo Fellipe Costa Lesse.

Preocupados com a situação do Hospital Regional de Dianópolis, os membros da Comissão da Saúde da OAB, se reuniram com a diretora do HRD, Sônia Maria Bezerra Toscano de Mendonça, onde a pauta principal foi a falta de médicos. “A problemática maior do HRD está na falta de profissionais médicos, uma vez que, segundo foi apurado, são 17 dias com a presença de médico e outros 13 dias são preenchidos por profissionais da pessoa jurídica contratada pelo Estado. Ocorre que a empresa contratada vem enfrentando problemas em conseguir profissionais dispostos a vir para Dianópolis, temos um hospital destinado a urgência e emergência e esse atendimento está sendo prejudicado”, disse o vice-presidente da Comissão, Nícolas Alexandre Bites Montezuma.

Ainda em Dianópolis, a Comissão se reuniu com a Secretária Municipal de Saúde, Juliana Martinez Taffner e o Presidente do Conselho Municipal de Saúde, André Cavalari. Na pauta, debateram a contratação de médicos, insumos e corporativismo. A Secretária esclareceu que o município enfrenta dificuldades na contratação de médicos, uma vez que os profissionais têm apresentado resistência para residir no interior. Além disso, a Secretária afirmou que não faltam medicamentos na farmácia do Município e que existe um planejamento para atendimento nas UBS.

A Comissão observou que no caso de Dianópolis, existem fortes indícios de omissão de socorro nas UBS e que existe certo “corporativismo” entre os servidores, o que vem impedindo o andamento de qualquer processo administrativo disciplinar.

Além disso, a Comissão participou a convite, de reunião com os profissionais da enfermagem do HRD, que solicitaram apoio da Subseção para elaborar um documento sobre a situação da falta de médico plantonista, que foi protocolado no Ministério Público Estadual (MPE). “Estivemos reunidos com o delegado de polícia da cidade de Dianópolis, Clézio Candido Lima Neves, para apresentar a Comissão, além de pontuar sobre a situação real da saúde de Dianópolis e região”, informou Elmison Sousa e Silva.

Com a realização das reuniões, a Comissão propôs que seja marcada reunião com o Secretário Estadual de Saúde, para tratar de melhorias no HRD. Além de sugerir que seja criado pelo município de Dianópolis a informatização da agenda de marcação de consultas; que seja marcado reunião com os secretários municipais de saúde dos municípios que correspondem a área de abrangência do HRD, além de outras providências. A OAB vai sugerir ao Estado um aumento no subsídio financeiro que os médicos recebem para trabalhar no interior, de modo a incentivá-los a permanecer nessas localidades.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *