Mulher é assassinada asfixiada por hospedes em Gurupi - Atitude Tocantins
Mulher é assassinada asfixiada por hospedes em Gurupi
Destaques Notícias Polícia

Mulher é assassinada asfixiada por hospedes em Gurupi

Mulher é assassinada asfixiada por hospedes em Gurupi
3.4 (67.5%) 8 votes

Segundo familiares o crime foi cometido por um casal, parente do esposo da vítima, que estava hospedado na residência.


Na madrugada desta sexta-feira, 30, Valdelice Pereira Soares, 42 anos, foi encontrada morta deitada na sua cama no setor Bom Sossego, depois de ser asfixiada por Kercio Henrique Carneiro de Sousa e Carla Cristiane de Sousa Ramos. Segundo familiares, o casal morava no estado do Piauí e Carla era sobrinha do esposo da vítima e estava hospedado na casa de Valdelice na intenção de conseguir emprego em Gurupi.

“O marido dela é pedreiro e na quarta-feira viajou para Peixe para fazer um serviço. Nesta madrugada eles (Kercio e Carla) saíram para rua e depois voltaram para pegar alguns pertences dela (vítima) e chegaram a pegar o carro dela, abandonaram em um lote e voltaram e pegaram uma moto. Eles mataram ela asfixiada e pensamos que eles queriam pegar a moto ou o carro para sair e ela, com certeza, não quis dar e eles entraram em luta corporal e mataram ela encima da cama colocando o rosto dela no colchão e foram sufocando ela”, disse o genro da vítima, Joãozinho.

Kercio Henrique Carneiro de Sousa e Carla Cristiane de Sousa Ramos foram presos na manhã desta sexta.

De acordo com a Polícia Civil uma terceira pessoa teria participado do crime. “Teve um comparsa que mora na esquina da casa da vítima, um tal de Flávio. Fomos lá agora ele tinha fugido”, disse o agente de polícia Wendel Gomides.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *