A metáfora da transformação no filme Germinal - Atitude Tocantins
A metáfora da transformação no filme Germinal
Cultura Entretenimento Notícias Opnião

A metáfora da transformação no filme Germinal

A metáfora da transformação no filme Germinal
Avalie esse post

“A obra Germinal denuncia a situação deprimente dos trabalhadores, as dificuldades no cotidiano do trabalho, as mazelas diversas como: pobreza, a prostituição, as péssimas condições de higiene, problemas de saúde, o trabalho infantil, a exploração por parte dos empregadores, a repressão aos movimentos grevistas, dentre outras mazelas que tornam a vida da maioria da população um verdadeiro inferno.” João Nunes.


por João Nunes da Silva

Doutor em comunicação e cultura contemporâneas, Mestre em Sociologia e professor da UFT Campus de Miracema-TO. Trabalha como projeto em cinema e educação.


 Germinal é um filme baseado na obra homônima do escritor Emile Zola; um romance francês do século XIX. O filme também, dirigido por Claude Berri, foi produzido na França, tendo seu lançamento em 1993. O título faz referência ao primeiro mês da primavera, conforme calendário da Revolução francesa.

Germinal se baseia em fatos reais e trata das condições de vida dos mineiros de uma mina de carvão, ao mesmo tempo em que retrata com precisão a situação dos trabalhadores com o desenvolvimento do capitalismo e da industrialização na França do século XIX. Para escrever o livro Émile Zola acompanhou a greve dos mineiros e atuou como repórter.

O título também pode ser  entendido como uma metáfora, considerando a capacidade das sementes das plantas  de resistirem as adversidades e representar símbolo de transformação.

Trata-se de um filme indispensável para as pessoas, que assim desejarem tomarem conhecimento dos principais problemas vividos pelos trabalhadores durante os primeiros momentos da Revolução industrial e suas implicações até os nossos dias.

De forma bastante clara o filme retrata as contradições evidenciadas com a o desenvolvimento da sociedade burguesa, tornando-se comum as péssimas condições de vida da maioria da população, enquanto uma pequena parte de sociedade vive em condições privilegiadas à custa da exploração dos demais.

A obra Germinal denuncia a situação deprimente dos trabalhadores, as dificuldades no cotidiano do trabalho, as mazelas diversas como: pobreza, a prostituição, as péssimas condições de higiene, problemas de saúde, o trabalho infantil, a exploração por parte dos empregadores, a repressão aos movimentos grevistas, dentre outras mazelas que tornam a vida da maioria da população um verdadeiro inferno.

O contexto dramático no qual a riqueza produzida com a industrialização mantém uma massa de trabalhadores em condições deploráveis;  assim, a estrutura da sociedade se constitui avalizada pelas intuições alinhadas com os interesses, valores e costumes da classe burguesa.

Em conseqüência da situação econômica, política e social erigida sob a ótica da propriedade e do indivíduo, que constitui a base do pensamento liberal, a sociedade claramente apresenta-se dividida em classes, sendo que apenas os proprietários dos meios de produção ( os donos de fabricas, de maquinas e terras) têm a seu favor o discurso da naturalização das condições estabelecidas; isso significa a construção de um imaginário de que a pobreza é fruto da inadequação dos indivíduos à ordem estabelecida.

Essas questões aqui apontadas podem ser percebidas no filme, quando os contrastes sociais se mostram inevitáveis em razão da forma como os trabalhadores são submetidos a condições extremamente precárias e ainda sendo alvo de perseguições e de repressão de todas as formas possíveis instituídas pela burguesa que também controla o Estado e as demais instituições.

Diante da situação evidenciada com o desenrolar do modelo de sociedade instituída sob a ótica da exploração, surgem as idéias de teóricos críticos como Karl Marx, cujo pensamento em defesa dos trabalhadores é destacado em  Germinal.

João Nunes da Silva

 Obra de Claude Berri permite, portanto, ao espectador, conhecer pelo menos um pouco das bases do pensamento de Karl Marx e sua influência na analise da sociedade burguesa, assim como os questionamentos que surgem tanto não âmbito do patronato (Direita) quanto junto aos trabalhadores, intelectuais e lideranças dos movimentos sociais que contestam a ordem instituída.

Por fim, o filme Germinal se mostra fundamental para subsidiar discussões diversas sobre as condições sociais estabelecidas com a emergência da sociedade capitalista.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *