Meio Ambiente | Projeto de professora da Unirg resulta na construção de espaços públicos com lazer, saúde e cultura - Atitude Tocantins
Meio Ambiente | Projeto de professora da Unirg resulta na construção de espaços públicos com lazer, saúde e cultura
Cidades Destaques Esporte Gurupi (TO) Notícias

Meio Ambiente | Projeto de professora da Unirg resulta na construção de espaços públicos com lazer, saúde e cultura

Meio Ambiente | Projeto de professora da Unirg resulta na construção de espaços públicos com lazer, saúde e cultura
Avalie esse post

No próximo dia 14 Gurupi se tornará sexagenária e como todas as cidades que passaram por um processo acelerado de expansão urbana, decorrente a invasões e novos loteamentos, inclusive em área de APP nas nascentes do Córregos Mutuca e Pouso do Meio, projetos como o das Bacias Hidrográficas dos Rios Santo Antônio e Santa Tereza, coordenado pela professora Drª Nelita Bessa, liberou por meio de convênios do Governo Federal no valor de R$ 300 mil para  infraestruração de parte do Parque Mutuca II com opções de lazer, esporte e cultura.

por Wesley Silas


A obra que está sendo construída próximo a rotatória que liga várias setores, dentre eles a Vila São José até as Malvinas e os residenciais Alvorada I e II, onde moram muitos moradores com condição de vulnerabilidade social e ambiental, prevê um teatro arena, biblioteca, mesa redonda com bancos, academia sem cobertura ao ar livre, equipamentos de ginástica , playground infantil, ciclofaixa, pista de cooper e sinalização vertical e horizontal.

Conforme a coordenadora do projeto, a professora Drª Nelita Bessa, “esse projeto teve como foco central o desenvolvimento de ações e atividades que culminaram na criação do  Comitê de Bacias dos Rios Santo Antônio e Santa Tereza, e ações de revitalização da bacia urbanizada de Gurupi, visando a proteção dos cursos d’água para evitar a degradação. Com isso, será executado o plano de recuperação da nascente do Mutuca”, afirmou a professora.

Com os recursos, o projeto adquiriu um micro-ônibus, sendo este de suporte as ações do projeto e do comitê, a exemplo dos estudos que foram essenciais para criação das Áreas de Proteção Ambiental (APAs municipais).

Também foi realizada uma pesquisa por acadêmicos e professores da UnirG e da UFT, a respeito dos usos e conflitos de água. A pesquisa foi aplicada junto aos moradores de bairros localizados nas proximidades dos cursos d’água e áreas de proteção ambiental de Gurupi.

Praças no Centro de Gurupi

Outras praças que estão sendo reconstruídas são as Praça Henrique Santana, conhecida como Praça Mauro Cunha, que apesar de encontrar paralisadas as obras, receberá o primeiro Anfiteatro municipal de Gurupi e novo Coreto, paisagismo moderno, concha acústicas para shows e iluminação especial e a Praça da Igreja Abadia que receberá espaços para receber os ambulantes e espelho d’água.

 “Queremos fazer de Gurupi uma das mais belas cidades do interior do Brasil e a construção da praça da Abadia, bem como da praça do parque linear Mutuca II, essa última que está sendo realizada em parceria com a Universidade UnirG, são ações que vão ao encontro dessa vontade e da nossa preocupação em proporcionar bem-estar e lazer aos cidadãos gurupienses e visitantes. Estamos investindo mais de setecentos mil na praça da Abadia além de fornecer a mão de obra para a construção da praça do parque linear, e em breve as obras da praça do Centro Cultural Mauro Cunha serão retomadas”, disse o prefeito Laurez Moreira.

Qualquer cidadão que passa no Parque Mutuca, pode observar que local foi transformado em um ambiente onde várias ações, seja educação, cultura, esporte, saúde ou lazer, em que muitas famílias gurupienses que disputam espaços nos finais das tardes como aconteceu nesta quinta-feira, 01, com o projeto Música no Parque em que com apresentações voluntárias dos músicos João Bolo, Chico Chokolate, Edmundo, WPresley e Lekinha Brito. 

No entanto, a cidade vive um momento de stress diante a tantos problemas com a violência onde os jovens têm nos botecos “opção de lazer e diversão”, e, diante ao esta realidade um dos grandes desafios da Prefeitura Municipal será criar novas praças em espaços púbicos periféricos da cidade como nas regiões onde sugiram invasões como as dos setores Vila São José, Malvinas, João Lisboa da Cruz, Pedroso e nos residenciais do projeto Minha Casa Minha Vida, dentre eles o Alvorada I e II e os setores próximos no sentido do poder público oferecer mais espaços de convívio social para a prática de lazer, esporte e cultura, criando assim, ambientes para a promoção da saúde mental e física nestes ambientes urbanos. (Com informações da Unirg).

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *