Margareth Menezes agita cerca de 10 mil pessoas no Arraiá da Capital - Atitude Tocantins
Margareth Menezes agita cerca de 10 mil pessoas no Arraiá da Capital
Cidades Destaques Notícias Palmas

Margareth Menezes agita cerca de 10 mil pessoas no Arraiá da Capital

Margareth Menezes agita cerca de 10 mil pessoas no Arraiá da Capital
Avalie esse post

“A fogueira tá queimando em homenagem a São João, o forró já começou, vamos gente, rapa-pé no salão”.  Com a música São João da Roça, do rei do baião, Luiz Gonzaga, a baiana Margareth Menezes abre o show nacional na terceira noite do arraiá da Capital, na Vila Olímpica.


Com repertório exclusivamente de forró, a cantora baiana com toda sua irreverência convidou o público a entrar na arena para arrastar o pé pelo salão, e, diante disso, a estrutura ficou pequena para tanta alegria na festa de São João.

“Para mim é muito bom estar mais uma vez em Palmas, principalmente no São João, uma festa muito significativa para todos nós do Norte e Nordeste. As festas juninas têm um sentimento de muito amor, união, alegria. É uma festa que tem uma representação muito grande na nossa cultura, na nossa maneira de viver”, declarou a baiana.

Margareth Menezes 3

A cada música, que relembrava os grandes clássicos do forró pé de serra, a multidão vibrava, fazendo coro com a cantora, como aconteceu no refrão de Frevo Mulher, do cantor Zé Ramalho: “é quando o vento sacode a cabeleira, a trança toda vermelha, um olho cego vagueia procurando por um”.

“Estou encantada como show, sou fã incondicional da Margareth Menezes, conhecia muito do repertório de axé, mas hoje pude ver o quanto o show de forró consegue levantar a multidão, estou muito feliz por estar aqui, o show está incrível”, disse Michele Almeida.

Margareth Menezes 6

Além do show, a noite de sábado, foi recheada de grandes apresentações das quadrilhas do grupo de acesso e especial, sete no total, mais a Apae. Os primeiros a entrarem na arena, foram os alunos da Apae de Porto Nacional, dançando com muita alegria e irreverência.

Margareth Menezes 7

Em seguida, foi a junina do grupo de acesso Paixão Junina, composta apenas por acadêmicos da Universidade Católica, com 20 casais e uma excelente trilha sonora.

Margareth Menezes 1

Logo após foi a vez da Luar de Santo Antônio, com o tema “A verdadeira história de Maria Bonita e Lampião. A primeira junina do grupo especial, Pizada da Butina, grande campeã de 2014 e 2015, defendeu o título com a apresentação “Um voto de esperança, nossa arte será nossa voz”, que levantou o público mais uma vez. Nesse ano, a junina já levou os prêmios de melhor casal e animador.

Margareth Menezes 4

Depois se apresentou a quadrilha Caipiras do Sertão, com o enredo “Todos contra a fome, faça sua parte”, em que rezavam por mais esperança para aqueles que têm fome. A terceira junina do grupo especial, Caipiras do Borocoxó, também levantou a galera, com a maior torcida presente. A apresentação, com 32 casais, homenageava uma integrante da quadrilha, que faleceu, vítima de câncer de mama.

Margareth Menezes 5

Coronéis da Sucupira, penúltima junina a entrar na arena, contou “A história de Piter”, um pirata que se apaixonou pela filha de um homem saqueado. De forma irreverente, levantou a galera, principalmente no final, quando os ratos do navio, tomaram conta do barco ao som de reggae, uma homenagem ao pessoal de apoio das quadrilhas.

Já às 3h30, a última a se apresentar foi Explosão Amor Caipira que cantou e contou “A origem do São João”, que saiu da Europa, passando por países como França, Inglaterra, Espanha, Portugal até chegar ao Brasil, com três trocas de roupas que faziam a festa da galera.

“Todas as apresentações foram lindas, estive no arraiá dos outros anos, e só posso dizer que fica cada vez melhor. Os participantes passam uma vibração tão grande, que sentimos vontade de dançar junto”, falou João Emanuel, acompanhado da mulher e filhos.

Para o presidente da Fundação Cultural, Hector Valente, “a mudança do local para a Vila Olímpica superou as expectativas de público. Estamos felizes com o sucesso do arraiá, com tanta gente prestigiando, tanto na arena como na cidade cenográfica”. Para o próximo ano, o presidente da Fundação destaca a necessidade de aumentar a estrutura, principalmente da arena, para que todos os participantes assistam ao espetáculo com mais qualidade.

Margareth Menezes 8

A apuração dos resultados será na grande Praça do Espaço Cultural, na segunda-feira, 27, a partir das 18 horas. Os quesitos a serem avaliados são coreografia e harmonia, figurino, animação, repertório musical, animador e marcador, alegoria e cenário, mas neste domingo, 26, a festa continua.

Programação

Dia 26 de junho (domingo):

19h00 – Apresentação da Quadrilha da APAE e Paraíso

19h20 – Composição da mesa de jurados

19h30 – 6 Grupo Especial – Pula Fogueira

              7 Grupo Especial – Estrela do Sertão

              8 Grupo Especial – Cafundó do Brejo

              9 Grupo Especial – Nação Junina

              10 Grupo Especial – Girassol do Cerrado

 

Dia 27 de junho (segunda-feira):

         18h – Apuração e Cerimônia de Premiação do 24º Arraiá da Capital

Local: Grande Praça do Espaço Cultural José Gomes Sobrinho

Shows

Dia 26 de junho (domingo)

19h às 20h30 – Marcilon do Acordeon

20h40 às 21h30 – Trio Bacana

21h40 às 22h30 – Paraíba da Sanfona

22h40 às 00h – VL do Acordeon

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *