COVID-19 | Mais de 190 comércios foram vistoriados na região sul do Tocantins e busca por delivery aumenta em Gurupi - Atitude Tocantins
COVID-19 | Mais de 190 comércios foram vistoriados na região sul do Tocantins e busca por delivery aumenta em Gurupi
Destaques Economia Emprego Notícias Polícia

COVID-19 | Mais de 190 comércios foram vistoriados na região sul do Tocantins e busca por delivery aumenta em Gurupi

Empresários, profissionais liberais e autônomos e líderes políticos nunca lidaram com uma situação que provoca erosão na economia mundial com o coronavírus. A impacto não tem fronteira divisa ou limite e chega com toda força em pequenos municípios como São Valério que teve 12 comércios vistoriados pela Polícia Militar, enquanto Gurupi teve 98 empresas visitadas durante uma força tarefa envolvendo a Polícias Militar e Civil, Secretaria de Saúde e agentes de Postura e Vigilância Sanitária. Leia também como está o funcionamento de indústria como a Cooperfrigu e o crescimento do delivery (entrega em domicílio) com o fechamento do comércio.

por Wesley Silas

Na últimas 24 horas a Polícia Militar vistoriou 193 estabelecimentos comerciais na região sul do Tocantins. As cidade com maiores incidências de comércios abertos foram Gurupi com 96, seguida por Formoso do Araguaia com 45, São Valério com 10, Figueirópolis com 10 e Palmeirópolis com 07, envolvendo efetivo de 42 policiais militares.

Para o comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar de Gurupi, tenente-coronel Jaime Porfírio de Souza, as vistorias de enfrentamento ao coronavírus foram positivas.

“A sociedade empresarial apesar de diminuir as suas receitas estão participando do processo. Acreditamos que as medidas são duras, porém é o que temos que fazer para proteger a nossa população”, disse.

Indústria

Segundo o presidente do Frigorífico Cooperfrigu, que emprega mais de 500 pessoas, o impacto do coronavírus mudou o comportamento na indústria que investe em EPI´s e passou a abater 60% da capacidade, com atendimento apenas interno.

Presidente do Sindicarnes/TO, Oswaldo Stival Junior

“Estamos trabalhando com precaução e cuidado com colaboradores pois estamos todos com foco nosso dever. A família Cooperfrigu entende e concorda com todas medidas governamentais tomadas e atenta momento e à tomada de decisões que possam diminuir os riscos causado por este vírus na saúde pública nacional e do nosso Estado . Estamos trabalhando com trabalho interno sem nenhum atendimento a pessoas externas”, disse o presidente da Cooperfrigu Oswaldo Stival.

Vendas por internet

“Em toda crise, uns choram e outros vendem lenços”. A frase, de autor desconhecido, reflete sobre a importância do empreendedor reconhecer a oportunidade de ficar em pé em tempo de tempos turvos para economia.

Em meio a crise provocada pelo coronavírus, as vendas on line dispararam, sejam por meio de redes sociais como whatsapp, instagram ou por aplicativos de empresas especializada no mercado de delivery, conforme mostra a empresária Horrana F. Ribeiro, sócia proprietária do Tonolucro Delivery Gurupi.

Delivery de comida

“Fiz uma análise aqui considerando número de pedidos e consumidores cadastrados na plataforma. Tivemos um aumento de 17% em relação a quantidade de pedidos realizados e 41% em relação a novos consumidores que baixaram o app e se cadastraram, em comparativo com a média do último mês”, disse.

Atividades comerciais em Gurupi

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Gurupi, Marcelo Dominici, após a publicação do  Decreto municipal Nº 0471 que suspendeu por tempo indeterminado as atividades comerciais em Gurupi os empresários devem se atentar para o mercado de delivery.

Marcelo Dominici irá assumir a presidência da ACIG no lugar de Adailton Fonseca.

“Evidentemente algumas empresas vão utilizar o sistema delivery e de negociação via internet por meio de whatsapp e demais redes socias de modo que as empresas, não necessariamente, precisam parar enquanto estão suspendidas de fazer atendimento ao público. Porém, podem ser remodeladas para atender os consumidores que buscam a empresa por meio de recursos digitais”, disse Dominici.

Ele garantiu que a ACIG não se opõe ao Decreto municipal por considerar que o isolamento social é a melhor maneira de barrar o COVID-19.

“É a forma mais eficiente para evitarmos a propagação da doença em nosso meio e assim fazer o prejuízo econômico gerado, que não temos a dimensão, seja mitigado e minimizado normalmente. Infelizmente a gente precisa passar por esta situação para evitar que seja mais grave com perdas de vidas e caos na saúde pública”, disse.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *