Mãe e filho são presos suspeitos de matar homem com enxada - Atitude Tocantins
Mãe e filho são presos suspeitos de matar homem com enxada
Destaques Notícias Polícia

Mãe e filho são presos suspeitos de matar homem com enxada

Mãe e filho são presos suspeitos de matar homem com enxada
3 (60%) 5 votes

Na noite desta quarta-feira (07) a Polícia Civil por meio da Divisão de Homicídios da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC/Sul) prendeu uma mulher e um jovem suspeitos de matarem um homem a golpes de enxada em Gurupi.

por Nando Vieira


Segundo informações da Polícia Civil, os suspeitos são Joelma Evangelista dos Santos, de 38 anos e seu filho Alexandro Evangelista dos Santos, vulgo “chechero”, de 19 anos. Os dois são suspeitos de assassinarem Aroldo Ribeiro da Cruz no Setor Vila São José na madrugada desta quarta.  

A Polícia Civil afirmou que após receber informações via disque denúncia (197) e realizar buscas na região, foi possível identificar que o homicídio havia sido praticado por Joelma e Alexandro e que o crime teria iniciado na casa deles localizada na Rua 03 do mesmo bairro. 

mae-e-filho

A residência foi periciada pelo Núcleo de Criminalística de Gurupi, onde ficou constatado vários vestígios de sangue no local, facas, além de um pedaço do cabo da enxada utilizada no homicídio. Joelma foi presa no local, já seu filho foi preso em outra residência no Setor Jardim Sevilha.  

A Polícia Civil detalhou ainda que Alexandro confessou o crime. Ele e a mãe foram encaminhados para a Central de Flagrantes e se encontram presos à disposição da justiça. A PC disse também que agora trabalha para esclarecer a motivação do crime. Uma das hipóteses é latrocínio, que é roubo seguido de morte. 

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *