Lixo toma conta de Xambiá e empresa terceirizada deixa de pagar direito dos trabalhadores - Atitude Tocantins
Lixo toma conta de Xambiá e empresa terceirizada deixa de pagar direito dos trabalhadores
Cidades Destaques Notícias

Lixo toma conta de Xambiá e empresa terceirizada deixa de pagar direito dos trabalhadores

Lixo toma conta de Xambiá e empresa terceirizada deixa de pagar direito dos trabalhadores
Avalie esse post

Moradores de Xambioá, no norte do Tocantins, distante 487 km de Palmas, sobre a falta de gestão da prefeita Patrícia Evelin (ex-MDB e hoje sem partido). “O que nos deixa mais indignados é que o Poder Judiciário parece que é cego, pois temos levamos ao conhecimento do Ministério Público, mas o procedimento  é muito moroso e o povo não aguenta mais sofrer”,  denuncia o vereador Jardel Rocha (PPS). Ele afirmou ainda que a empresa contratada por R$ 117 mil mensais teria alugado veículos de parentes da prefeita.

por Wesley Silas

Pelos depoimento do vereador Jardel Rocha, a prefeita Patrícia Evelin não tem dado a mínima atenção para problemas que envolvem a saúde pública, conforme mostram cenas de animais comendo lixo que estão espalhado por toda cidade se tornaram rotineiras.

“É uma administração atrapalhada, que nunca deu certo e o que nos deixa mais indignados é que o Poder Judiciário parece que é cego, pois temos levamos ao conhecimento do Ministério Público, mas o procedimento é muito moroso. O povo não aguenta mais sofrer devido as falhas básicas de uma gestão que não consegue fazer a limpeza da cidade, não tem medicamento, falta segurança,  saúde, educação que são coisas básicas de uma boa gestão que trabalha com eficiência. A gente que é filho de Xambioá e temos a nossa família aqui ficamos revoltados e indignados com estas situações e na qualidade de homem público não podemos cruzar os braços, fechar os olhos e achar que está tudo certo. Inclusive o número de casos de dengue aumentou bastante devido a esta questão do lixo que é um problema que não é de hoje”, disse Jardel.

Segundo o vereador a empresa Barraria, responsável pela limpeza urbana tem um contrato mensal com a prefeitura no valor de R$ 117 mil mensais, mas foi rescindido verbalmente neste mês de julho.

“No entanto não existe nenhuma rescisão contratual formal da licitação feita no ano de 2017. Na gestão passada ela fazia um trabalho de qualidade, mas agora neste mandato não sei por quais motivos ela deixou de prestar os serviços com qualidade e desde o dia que iniciou a nova gestão eles nunca conseguiu limpar a cidade”, diz o vereador.

 Outro problema relatado por vereador e mostrado em um vídeo repassado ao Portal Atitude é a falta de cumprimento de direitos salariais com os trabalhadores que prestam serviços para a empresa.

“Enquanto isso eu venho questionando nas redes sociais devido a ineficiência desta empresa que o agravante dos funcionários estarem trabalhando de forma irregular sem os Equipamento de Proteção Individuais (EPI) e por últimos eles foram na Caixa Econômica e constataram que a empresa não estava fazendo os depósitos do FGTS, enquanto isso a empresa alega que a Prefeitura não está pagando. Tem funcionário que está com três meses sem receber, não estão pagando os alugues dos caminhões e temos informações que alguns dos maquinários contratados pela empresa seria de parentes da prefeita como esposo e cunhados. Então a gente se uniu com os garis para ver se consegue efetivar o pagamento destas pessoal humildes que precisam deste dinheiro para o sustento familiar”, denunciou o vereador.

  

Obs.: A reportagem do Portal Atitude não conseguiu contato com a assessoria da prefeita Patrícia Evelin, mas garante o direito do contraditório. 

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *