Linha Verde é apresentada na Câmara como marco para turismo de Gurupi e região - Atitude Tocantins
Linha Verde é apresentada na Câmara como marco para turismo de Gurupi e região
Brasil Cidades Destaques Formoso Gurupi (TO) Meio Ambiente Notícias Peixe

Linha Verde é apresentada na Câmara como marco para turismo de Gurupi e região

Linha Verde é apresentada na Câmara como marco para turismo de Gurupi e região
Avalie esse post

Philipe Ramos, colaboração para o Atitude Tocantins

A linha verde, projeto rodoviário que pretende pavimentar das rodovias TO 365 (Gurupi – Ipueiras)  e TO 362 (Ipueiras – Brejinho do Nazaré) foi apresentado na manhã desta quarta-feira, 19, em tribuna livre na Câmara de Vereadores. Idealizado pelo vereador Jonas Barros e pelo engenheiro rodoviário José Rubens Mazzaro, a linha verde planeja reflorestar as margens das rodovias e criar um plano de desenvolvimento para a região a partir de um estudo das principais potencialidades dos municípios, bem como dos grandes e pequenos produtores rurais.

Linha Verde é apresentada na Câmara como marco para turismo de Gurupi e região
Pendência sobre a Travessia da llha do Bananal pode estar perto de desfecho

Dentre os objetivos do projeto está o turismo. O engenheiro Rubens Mazzaro fez a apresentação para os vereadores, empresários, representantes da prefeitura e comunidade. Ele destacou que Gurupi pode se tornar o portal turístico da região. “Se traçarmos um raio de 600 Km você tem muitas cidades sem um centro turístico tão bom como este: Rio Tocantins, Rio Araguaia e Ilha do Bananal. Podemos desenvolver aqui um ponto turístico com a criação da linha verde e criação de praias artificiais”. Mas ele ressaltou que a cidade precisa se preparar. “Todo gestor deve ter uma equipe técnica capacitada para desenvolver os projetos. Gurupi precisa se adequar para ser um portal turístico como pretende ser. Primeira coisa que Gurupi precisa ter é uma rodoviária”, disse Mazzaro que durante a apresentação exibiu algumas fotos da cidade que mostram gargalos existentes principalmente na urbanização e mobilidade urbana.

Com a pavimentação das TOs 365 e 362 o trajeto de Gurupi até as margens do Rio Tocantins será reduzido. “As praias do Rio Tocantins é um tremendo ponto turístico e isso atrai turistas, trazendo turistas traz dinheiro de fora para gastar aqui dentro”, enalteceu Mazzaro.

A economia da região promete ser aquecida com a linha verde, de acordo com o engenheiro. Ele salientou que o governo ao fazer uma obra deve pensar no aspecto social e conhecer as dificuldades e potencialidades de quem está localizado às margens das rodovias.

O vereador Jonas Barros explicou que a linha verde tem esse nome justamente por pensar no meio ambiente. “Eu como filiado ao Partido Verde vejo com estrema importância o desenvolvimento da região por meio de novas obras. Devemos levar o progresso ao interior. O Trevo da Praia tem muito a ganhar com o projeto economicamente falando. Mas devemos pensar na natureza. Por isso será feito um estudo de impacto. Em toda a margem das rodovias serão plantadas árvores nativas. Queremos também ajudar os produtores rurais localizados na região.”

Jonas Barros, José Rubens Mazzaro e Thiago Benfica durante a audiência (Foto: Wesley Silas)
Jonas Barros, José Rubens Mazzaro e Thiago Benfica durante a audiência (Foto: Wesley Silas)

O representante da prefeitura, procurador do município, Thiago Benfica, afirmou que no ano passado o prefeito Laurez Moreira já havia criado um projeto turístico para a região. “Esta reunião vem de encontro com o que o município vem pleiteando.. A intenção do prefeito é que Gurupi seja o pólo de desenvolvimento. Nós temos a intenção de tomar todas as providências para que o projeto efetivamente possa sair do papel”, disse Thiago.

Viabilidade econômica

Ilha 1a
As potencialidades da região de Formoso do Araguaia (Ilha do Bananal) foram registradas na obra lideraria titulada “Nação Ilha do Bananal” do escritor Divino Allan no projeto Retratos do Tocantins. (Foto Divino Allan).

A linha verde não é um projeto barato. O engenheiro Mazzaro ainda não sabe precisar valores, mas acredita que a obra possa sair em torno de R$200 milhões. Ele sugere que seja feito um consórcio entre os municípios beneficiados para que não saia caro para apenas uma parte.  

“Supomos que seja esse valor (R$ 200 milhões). Feito um cronograma para a obra sair em quatro anos seria cinquenta milhões por ano. Se dividir isso por 10 prefeituras já fica cinco milhões. Assim ficará mais fácil buscar esse dinheiro em Brasília”, explica. 

“Não basta entregar um ofício como muitas prefeituras fazem. Deve ser feito um projeto e entregar aos ministérios adequados”, ressaltou Rubens Mazzaro. (Fotos: Divino Allan)
“Não basta entregar um ofício como muitas prefeituras fazem. Deve ser feito um projeto e entregar aos ministérios adequados”, ressaltou Rubens Mazzaro. (Fotos: Divino Allan)

Durante a reunião, Mazzaro citou os ministros Mangabeira Uber, da secretaria de assuntos estratégicos, e Kátia Abreu, da Agricultura. Ele afirmou que os dois se interessaram pela obra, e isso pode ser um ótimo sinal para o apoio do governo federal. “Não basta entregar um ofício como muitas prefeituras fazem. Deve ser feito um projeto e entregar aos ministérios adequados”, ressaltou.

Próximos passos

Dentro daquilo que a Câmara de Vereadores pode fazer, Jonas Barros informou que colocará em votação um requerimento sobre o projeto da linha verde. Se aprovado enviará ao deputado Eduardo do Dertins que vai apresentar na Assembléia. Se aprovado pelos deputados estaduais o requerimento terá como destino o governador Marcelo Miranda. Jonas disse também que passará pelas mãos da vice-governadora, Cláudia Lélis.

“Confio no governo Marcelo Miranda e acredito que ele saiba da importância desta obra. Gurupi já foi a cidade mais pujante do Estado". Jonas Barros
“Confio no governo Marcelo Miranda e acredito que ele saiba da importância desta obra. Gurupi já foi a cidade mais pujante do Estado”. Jonas Barros

O vereador fez um apelo ao poder executivo estadual. “Confio no governo Marcelo Miranda e acredito que ele saiba da importância desta obra. Gurupi já foi a cidade mais pujante do Estado. Mas nos últimos anos ficamos para trás. Josi Nunes nos representa no Congresso Nacional, Kátia Abreu, hoje ministra começou sua vida política aqui e Marcelo Miranda é querido pelos gurupienses. Temos tudo para trilhar o caminho do desenvolvimento sustentável”.

TO O500 – Travessia da Ilha do Bananal

José Rubens Mazzaro também é o engenheiro responsável pela rodovia TO- 0500 que atravessa a Ilha do Bananal, ligando o Mato Grosso ao Tocantins. Segundo ele, a pendência para o início da obra pode estar próxima de um desfecho. “Até novembro a gente espera que a Dilma emita o decreto presidencial autorizando o traçado passar por dentro da Ilha do Bananal. A partir daí é um ‘abraço’”.

Ele informou que cinco empresas, sendo duas nacionais e três estrangeiras, farão a obra. Ou seja, será uma rodovia privatizada onde se cobrará pedágio. Mazzaro acredita que após o decreto não demorará para a obra começar. 

"Esse projeto é a solução para as crises momentâneas”, comemorou o engenheiro Lúcio Guimarães.
“Esse projeto é a solução para as crises momentâneas”, comemorou o engenheiro Lúcio Guimarães.

O também engenheiro Lúcio Guimarães, representou a ACIG (Associação Comercial e Industrial de Gurupi) na tribuna livre e se mostrou animado com a TO-0500. Segundo ele será um divisor de águas para Gurupi como foi a Belém Brasília para o Norte do Brasil. “(A rodovia) Vai trazer uma produção três vezes maiores de grãos do leste do Mato Grosso para ser embarcado na plataforma multimodal de Gurupi. Esse projeto é a solução para as crises momentâneas”, comemorou.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *