Jonas Barros migra pré-campanha para redes sociais e apresenta Plano de Metas e Ação - Atitude Tocantins
Jonas Barros migra pré-campanha para redes sociais e apresenta Plano de Metas e Ação
Eleições Política Tocantins

Jonas Barros migra pré-campanha para redes sociais e apresenta Plano de Metas e Ação

Em  meio a uma campanha atípica devido a pandemia da Covid-19, os pré-candidatos terão que usar a criatividade para chamar a atenção dos eleitores em um mar de incertezas. “Diante dessa pandemia causada pelo Covid-19, teremos mais tempo para organizar a pré-campanha criativa e já estamos com o nosso Plano de Metas e Ação para Gurupi a partir de 2.021”, defende o ex-vereador, Jonas Barros (Avante) que tentará retornar à Casa de Leis.

por Wesley Silas

As redes sociais será uma grande protagonista nesta eleição e, o grande desafio é prender a atenção dos eleitores.

“Estamos elaborando as mudanças que pretendemos apresentar ao Plenário, como a do Regimento Interno da Casa para que a futura gestão aconteça de maneira compartilhada com os demais membros do colegiado. As atribuições serão distribuídas aos representantes da Mesa Diretora. Será feito um estudo para que o funcionamento alcance os moldes da câmara dos deputados e senado federal”, explica Barros ao citar um dos pontos do seu Plano de Metas e Ação que ele irá apresentar aos eleitores.

“Por exemplo, o primeiro secretário passará a ser o responsável pelos serviços administrativos, o segundo secretário pelo Portal das Transparência dentre outras. Será sugerido também a criação de Comissões Permanentes de Saúde, agricultura e meio ambiente, para analisar os projetos específicos de cada área. Isso trará mais transparência ao nosso Poder Legislativo, que vem sendo gerido de forma unilateral, com certeza democratizará o Poder Legislativo”.

Jonas Barros acredita que as vantagens de definição das atribuições será a democratização dos serviços, aproveitar a capacidade e desempenho dos membros do colegiado, aproximando o poder da comunidade.

“Atualmente as Câmaras Municipal são administradas de forma unilateral, ou seja, uma decisão exclusiva do presidente, um modelo que considero antidemocrático e ultrapassado”, disse.

Ele cita que tais mudança será proposta para vigorar em 2.021. “O plenário da casa definirá as atribuições, para vigência imediata. A mesa diretora eleita no dia primeiro de janeiro de 2.021, será obrigada a definição na norma regimental, com as devidas mudanças”, disse o pré-candidato.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *