Feirantes de Gurupi voltarão a trabalhar de maneira fracionada na Feira da Rua 07 - Atitude Tocantins
Feirantes de Gurupi voltarão a trabalhar de maneira fracionada na Feira da Rua 07
Cidades Destaques Economia Emprego Gurupi (TO) Notícias

Feirantes de Gurupi voltarão a trabalhar de maneira fracionada na Feira da Rua 07

Segundo o Secretário Municipal de Ciência e Tecnologia, Domingos Tavares, tudo indica que os feirantes como os da Feira do Produtor, com idade abaixo de 60 anos, terão a oportunidade de retomar ao meio de sobrevivência no espaço que está sendo modificado na Feira da Rua 07. “Estamos montando no galpão da feira da Rua 07 com modelo de mercadão”, disse Tavares.

por Wesley Silas

Diante as movimentações em defesa da sobrevivência econômica, aos poucos os comércios formais e informais sinalizam voltar às suas atividades em conformidade a consciência dos clientes e vendedores sobre a importância da prevenção do Coronavírus. Sem garantias de sobrevivência, os autônomos como feirantes estão entre os que mais foram impactados com a pandemia do Coronavírus.

“Para resolver, parcialmente, a situação dos feirantes estamos montando no galpão da feira da Rua 07 com modelo de mercadão. Devido o lugar ser cercado, vamos deixar apenas o portão aberto e retirar 70% das mesas que são utilizadas nas feiras nos domingos e deixar apenas 25 para os feirantes trabalharem de segunda a sábado, funcionando como um comércio qualquer”, explica o Secretário Municipal de Ciência e Tecnologia, Domingos Tavares.

De acordo com Tavares, a feira será controlada e o município colocará segurança na porta para controlar o fluxo de pessoas para evitar aglomeração.

“Lá teremos pias e torneiras de água e álcool para garantir a higienização e eles venderem seus produtos. Selecionamos os que têm menos de 60 anos e vamos revezar os feirantes em grupos que se alternarão de segunda a sábado”, disse.

Impacto no micro

Ele informou ainda que a Prefeitura já reuniu com 08 segmentos do comércio em busca de alternativa para a sobrevivência econômica.

“A maioria dos empresários estão preocupados com a situação econômica onde a grande maioria são micro e não aguentarão manter empregados sem poder faturar. As propostas têm sido bem responsáveis, até porque a nossa sugestão é que se divida a responsabilidade. Alguns casos não foram atendido devido as proposta não atenderem a questão da segurança da cidade como um todo”, disse.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *