Evento “Nós por Elas” da Patrulha Maria da Penha será realizado para conscientização em Palmas - Atitude Tocantins
Evento “Nós por Elas” da Patrulha Maria da Penha será realizado para conscientização em Palmas
Cidades Comportamento Destaques Mulher e Sociedade Notícias Palmas

Evento “Nós por Elas” da Patrulha Maria da Penha será realizado para conscientização em Palmas

Evento “Nós por Elas” da Patrulha Maria da Penha será realizado para conscientização em Palmas
Avalie esse post

O evento beneficente “Nós por Elas”, acontecerá no dia 16 de março no Tendencies, a partir das 16h e terá a participação e parceria dos seguintes artistas: Maluzah, Marcelo Linhares, Thiago Play, Barbarella, Vera canta o que quer, LuaOdara e DJ Jaqueei.

por Jesica Montoya Maldonado (Especial para o Atitude)


A ação é um show que visa arrecadar fundos para a revitalização da base da Patrulha Maria da Penha para deixá-la mais acolhedora de forma que atenda melhor a mulher  vítima de violência doméstica e familiar.

O objetivo do evento visa aproximar mulheres para que saibam que a Patrulha já está atuando em Palmas, é assim alertar sobre a violência contra a mulher na capital. De acordo com a pesquisa do G1 houve aumento de mortes violentas no Mapa de violência, três estados tiveram alta, entre eles o Tocantins aparece na segunda posição, com uma alta de 44%. Foram 421 casos em 2018 e 293 em 2017.

Pesquisa realizada pelo G1 mostra que houve aumento de mortes violentas no Mapa de violência e um dos três estados que tiveram alta, é o Tocantins que aparece na segunda posição (Fonte : G1)

Entre janeiro de 2015 para o mesmo mês de 2018 o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO) mostra que a violência contra mulher contabiliza um total de 3.593 mil casos com condenação, com ou sem a morte da vítima. Neste mesmo período a Justiça do Tocantins concedeu 5.864 medidas protetivas para mulheres que alegam sofrer violência doméstica por parte dos companheiros ou ex-companheiros.

Feminicídio é o “crime contra a mulher por razões da condição de sexo feminino”, seja pela “violência doméstica e familiar” ou pelo “menosprezo ou discriminação à condição de mulher”. O crime passional é outro tipo que tem feito muitas mulheres vítimas no estado do Tocantins.

Em caso de violência, além de procurar uma delegacia especializada para fazer o boletim de ocorrência, também é possível procurar atendimento diretamente nos Fóruns. No Poder Judiciário do Tocantins, o atendimento é feito pelas varas de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher em Palmas, Gurupi e Araguaína, ou com o juiz responsável pelas comarcas nas demais cidades do estado.

Por telefone, as denúncias podem ser feitas pela Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180. O canal é a principal porta de acesso aos serviços que integram a rede nacional de enfrentamento à violência contra a mulher e é um serviço gratuito.

A ação é um show que visa arrecadar fundos para a revitalização da base da Patrulha Maria da Penha para deixá-la mais acolhedora ( Divulgação)

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *