Escolas deverão notificar o Conselho Tutelar em casos de alunos com 30% de faltas - Atitude Tocantins
Escolas deverão notificar o Conselho Tutelar em casos de alunos com 30% de faltas
Brasil Educação Notícias

Escolas deverão notificar o Conselho Tutelar em casos de alunos com 30% de faltas

Escolas deverão notificar o Conselho Tutelar em casos de alunos com 30% de faltas
Avalie esse post

Foi publicada no Diário Oficial da União do dia 10 de janeiro a lei 13.803/19, que obriga os estabelecimentos de ensino a notificarem o conselho tutelar quando o aluno faltar acima de 30% do percentual permitido por lei. A norma anterior falava em 50% de cábula.

por Redação

A norma altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (lei 9.394/96) para obrigar estabelecimentos de ensino a notificarem o conselho tutelar em casos nos quais o aluno faltar 30% a mais do que o número de faltas permitido por lei. 

Antes, a lei 9.394/19 previa, em seu artigo 12, a notificação obrigatória apenas quando o número de faltas superasse em 50% o percentual permitido. A disposição foi incluída pela lei10.287/01.

As novas regras entram em vigor já nesta sexta-feira, 11.

Veja a íntegra da lei 13.803/19:


LEI Nº 13.803, DE 10 DE JANEIRO DE 2019

Altera dispositivo da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, para obrigar a notificação de faltas escolares ao Conselho Tutelar quando superiores a 30% (trinta por cento) do percentual permitido em lei.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º O inciso VIII do art. 12 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 12. ……………………………………………………………………………………………………

………………………………………………………………………………………………………………………….

VIII – notificar ao Conselho Tutelar do Município a relação dos alunos que apresentem quantidade de faltas acima de 30% (trinta por cento) do percentual permitido em lei;

…………………………………………………………………………………………………………………” (NR)

Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 10 de janeiro de 2019; 198º da Independência e 131º da República.

JAIR MESSIAS BOLSONARO
SÉRGIO MORO
RICARDO VÉLEZ RODRÍGUEZ


Bullying

A mais recente alteração do artigo 12 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional havia ocorrido em maio de 2018, com a sanção da lei 13.663/18. A norma dispõe sobre a incumbência dos estabelecimentos de ensino de promoverem medidas de conscientização, combate e prevenção à violência, em especial, ao bullying no ambiente escolar, com a finalidade de promover a cultura de paz nas escolas.

As informações são do site Migalhas.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *