"Em 07 anos de mandato e ele [Laurez] não teve em Gurupi R$ 1,00 de governo do Estado”, Kátia Abreu - Atitude Tocantins
“Em 07 anos de mandato e ele [Laurez] não teve em Gurupi R$ 1,00 de governo do Estado”, Kátia Abreu
Destaques Notícias Política Tocantins

“Em 07 anos de mandato e ele [Laurez] não teve em Gurupi R$ 1,00 de governo do Estado”, Kátia Abreu

“Em 07 anos de mandato e ele [Laurez] não teve em Gurupi R$ 1,00 de governo do Estado”, Kátia Abreu
Avalie esse post

Durante o lançamento do programa “Tocantins – Catarata Zero” na tarde desta quinta-feira, 05, a senadora Kátia Abreu (PDT) disse que não aceita “nenhum outro parlamentar pôr o dedo neste lago [do Parque Pouso do Meio], criticou a demora da construção do Hospital Geral de Gurupi e fez comparativos entre as gestões do prefeito Laurez Moreira (PSDB) com a gestões dos prefeitos de Palmas, Araguaína e Porto Nacional. “Eu quero ver o cara ser macho e tirar dinheiro de sua cidade para poder fazer obra como Gurupi tem”.

por Wesley Silas

O Parque Linear Pouso do Meio, com previsão de um lago, mesmo antes de sair do papel tem recebido apoio do governador Mauro Carlesse e do senador Eduardo Gomes que teria colocado uma verba extraorçamentária para construção, conforme foi noticiado no aniversário de Gurupi pelo prefeito Laurez. Porém, nesta quinta-feira, 05, a senadora Kátia Abreu disse que não aceitará outro parlamentar colocar o dedo no projeto.

“O lago de Gurupi (do parque Línear do Pouso do Meio) vai custar R$ 20 milhões. Eu vou colocar agora, daqui para o Natal, R$ 3 milhões para licitar o lago, mas, com uma condição: não aceito nenhum outro parlamentar pôr o dedo neste lago. Quem vai fazer é a Kátia Abreu que é daqui, começou a vida aqui e que é cidadã de Gurupi. Vão cantar em outra freguesia porque aqui o lago é nós que vamos fazer. Eu e o Laurez Moreira com ajuda de Deus”, disse a senadora.

Apoio do Governo Estadual

Em seguida a senadora disparou crítica aos últimos governos do Estado, pois, segundo ela nos 07 anos de mandato, o prefeito Laurez não teria recebido nenhum recurso e o político que mais conseguiu recurso para Gurupi teria sido ela.

“Em 07 anos de mandato e ele [Laurez] não tem em Gurupi R$ 1,00 de governo do Estado. Não Kátia, tem R$ 0,50, não tem! Em 07 anos não tem nenhum real. Aqui quem mais trouxe dinheiro aqui foi eu e os demais [parlamentares] coisinha pequena. Tudo que vocês estão vendo sendo feito aqui, 90% é dinheiro da cidade de Gurupi e isso é milagre e os prefeitos sabem do que eu estou falando”, disse.

Hospital Geral de Gurupi (HGG)

Segundo a senadora “se fosse o prefeito de Gurupi [que estivesse administrando a obra do HGG] já estava pronto”.  Ela voltou a dizer que os últimos governo do Estado não destinaram recursos para Gurupi.  

“Não é só do governador Mauro Carlesse, mas dos outros  também que não enviaram nada para Gurupi. Não conseguem nem a contrapartida para o Hospital que é R$ 10 milhões. Não vamos falar nome de ninguém e não vamos brigar com ninguém”, disse.

Extinção de municípios

Em seguida a senadora citou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo, enviada dia 05 de novembro pelo governo ao Senado que visa extinguir os municípios que não são autossustentáveis economicamente e que tenha menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria inferior a 10% da receita total que poderão ser incorporados pelo município vizinho. Ao todo o Tocantins possui 68 municípios com menos de 5 mil habitantes.

 

“Se fossem contar os 139 municípios não tem 20 que arrecadam 10%. Como a regra de Brasília é 5 mil habitantes, então são 68 cidades que acabariam e não podemos deixar isso acontecer; mas, queremos que os prefeito tirem o pé do chão em algumas situações. Agora, qual a cidade do Tocantins que mais arrecada e não é 10% e mais tira do seu suor? Qual é a primeira cidade com arrecadação própria do Estado? É Gurupi com 50%. De tudo que Gurupi arrecada a metade é tirada da arrecada própria da cidade”, explicou.

Autossuficientes

Conforme a senadora, quando o Governo Federal anunciou a diminuição dos municípios que não são autossuficientes “quis dizer que os prefeitos precisam ter a sua arrecadação própria para justificar a existência do município”, disse.

De acordo com a senadora quando se trata do comparativo de autossuficiência, a Prefeitura de Gurupi sai na frente dos demais munícipio por contar com 50% de arrecadação própria, seguida por Porto Nacional com 30% e em terceiro lugar aparece Palmas e em quarta Araguaína.

 

“O segundo lugar é 30% e assim mesmo eles aumentaram os impostos e deu muita confusão nas eleições deste povo e o Laurez foi zero. Então isso que é gestão e fazer governo”, resumiu.

Seguindo no mesmo comparativo, a senadora citou a diferença dos meios de arrecadação de Gurupi com os municípios de Palmas, Araguaína e Porto Nacional. “Eles receberam muito dinheiro do Governo do Estado e de outras fontes. Eu quero ver o cara ser macho e tirar dinheiro de sua cidade para poder fazer obra como Gurupi tem”.

“Agora eu pergunto: Gurupi aumentou o IPTU como Palmas e Araguaína fez? Não! Vocês não viram aumento de imposto aqui. Qual foi o milagre que ele [prefeito Laurez] fez? Ele fez o IPTU justo e cobra da maioria das pessoas e quanto esta maioria paga direito o dinheiro se torna mais bem dividido”.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *