Conselho Regional de Farmácia participa da Jornada de Biomedicina e Farmácia do Centro Universitário Luterano de Palmas. - Atitude Tocantins
Conselho Regional de Farmácia participa da Jornada de Biomedicina e Farmácia do Centro Universitário Luterano de Palmas.
Estado Notícias Saúde

Conselho Regional de Farmácia participa da Jornada de Biomedicina e Farmácia do Centro Universitário Luterano de Palmas.

Tema do evento tem foco na aplicação de vacinas, a importância da imunização, e o cumprimento da legislação.

por Redação

Iniciou na manhã desta última quarta feira (07), e vai até hoje (08), a VII Jornada de Biomedicina e Farmácia do Centro Universitário Luterano de Palmas. A ideia do evento é possibilitar o contato de acadêmicos com profissionais da área, além de criar discussões de assuntos atuais referentes à atuação profissional.

Este ano o tema é: Vacina, atualidade e perspectiva. A presidente do Conselho Regional de Farmácia do Tocantins, Márcia Germana Lobo, participou do encontro destacando a importância da imunização para a saúde pública, além da necessidade de se produzir evidencias cientificas que possam reforçar a eficácia da vacinação. “Nos estamos passando por um processo muito importante, porque agora existe uma regulamentação que foi elaborada pelo Conselho Federal de Farmácia, este ano, que é a 654/2018, ela dá diretrizes para atuação do farmacêutico na vacinação, e também do local onde serão feitas as vacinas, por isso é importante deixar claro mais essa possibilidade de atuação do profissional para acadêmicos e quem também já atua em outras especialidades”, declarou a presidente.

Existem exigências que precisam ser cumpridas para a atuação do profissional farmacêutico na vacinação, como por exemplo, curso de complementação ou pós-graduação que comprove a especialidade do profissional para exercer essa atividade. “Nós acreditamos que a vacina tem um importante papel na proteção da comunidade, e quanto mais profissionais da saúde tenham conhecimento sobre o assunto, teremos uma sociedade mais protegida e livre de doenças”, destacou Márcia.

Outra obrigatoriedade é a presença de farmacêutico apto para a prestação do serviço de vacinação no estabelecimento farmacêutico durante todo o período de funcionamento do estabelecimento, o que também está previsto na resolução.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *