Com parecer favorável de Josi Nunes, comissão aprova projeto de Halum que reduz repasses ao Comitê Olímpico Brasileiro - Atitude Tocantins
Com parecer favorável de Josi Nunes, comissão aprova projeto de Halum que reduz repasses ao Comitê Olímpico Brasileiro
Eleições Notícias Política Tocantins

Com parecer favorável de Josi Nunes, comissão aprova projeto de Halum que reduz repasses ao Comitê Olímpico Brasileiro

Com parecer favorável de Josi Nunes, comissão aprova projeto de Halum que reduz repasses ao Comitê Olímpico Brasileiro
Avalie esse post

Personagem de uma das últimas ações da Justiça e da Polícia Federal com a prisão do seu presidente, Carlos Nuzman, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) pode perder até 50% dos recursos provenientes das loterias federais destinados para custos administrativos e transferi-los a outras entidades esportistas.

por Redação


A medida consta no Projeto de Lei 6718/16, do deputado federal César Halum (PRB-TO) que recentemente foi aprovado na Comissão de Educação, com parecer favorável da deputada Josi Nunes (PMDB-TO).

“A intenção é tirar o dinheiro do COB que não investe em nenhum atleta e, muito pelo contrário, utiliza os recursos para financiar os altos salários dos executivos do Comitê (que chegam a ganhar R$ 80 mil reais mensais). Estamos transferindo os recursos para a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) e para a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), além de 2% às Forças Armadas, pois eles apoiam no esporte de base e farão uma grande diferença no rendimento dos atletas” explicou Halum.

Pelo texto aprovado, dos 2,7% de recursos provenientes das loterias federais destinados ao esporte, 20% irão diretamente para a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) e 10% para a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU). Outros 44,07% irão para o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), e 25,93% para o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Hoje, esses recursos são dirigidos apenas para o COB (62,96%) e o CPB (37,04%).

Precisamos urgentemente diminuir a força do COB que só manipula o dinheiro a não traz resultados”, Halum.

Halum observa, ainda, que a Constituição já estabelece como princípio a destinação de recursos públicos para a promoção prioritária do desporto educacional e, em casos específicos, do de alto rendimento. No entanto, essa prioridade vem sendo flagrantemente desrespeitada. “Precisamos urgentemente diminuir a força do COB que só manipula o dinheiro a não traz resultados. Junto a isso criaremos condições para a volta do programa Atleta na Escola, uma vez que, segundo pesquisas a cada R$ 1 gasto com esporte são R$ 4 economizados no investimento à saúde e R$ 3 na segurança pública. Precisamos fazer do esporte uma base de sustentação para a família e a nossa juventude”, concluiu o deputado.

Tramitação
 A proposta tramita em caráter conclusivo e será ainda analisada pelas comissões do Esporte; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e Cidadania.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *