Caso Patrícia: Suspeitos estavam tentando ir para Goiânia com nomes falsos - Atitude Tocantins
Caso Patrícia: Suspeitos estavam tentando ir para Goiânia com nomes falsos
Destaques Polícia

Caso Patrícia: Suspeitos estavam tentando ir para Goiânia com nomes falsos

Caso Patrícia: Suspeitos estavam tentando ir para Goiânia com nomes falsos
Avalie esse post

Na tarde desta terça-feira (14) a Polícia Civil e a Polícia Militar prenderam Iury Italu Mendanha, 24 anos, e Silas Barreira, 23 anos, em Campos Lindos, próximo a Goiatins. A dupla é suspeita de matar Patrícia Aline dos Santos, 29 anos.

Por Régis Caio

De acordo com o delegado da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) de Palmas, Israel Andrade, os presos serão transferidos para a capital onde irão prestar depoimentos. “Eles foram detidos após uma denúncia de que a dupla estaria tentando comprar passagem para Goiânia (GO) utilizando nomes falsos”, disse o delegado.

As suspeitas da Polícia é que após cometerem o crime a dupla teria fugido em direção da região Extremo-Norte do Estado, tendo inclusive trafegado pelo Maranhão. “Há informações que os dois foram vistos pelos municípios de Estreito e Balsas no Maranhão e Itaguatins, no Tocantins”, afirmou o delegado. Ainda de acordo com o delegado Israel,  os dois teriam vistos nesta terça-feira comprando cerveja em Campos Lindos e estavam no automóvel Fiat Uno vermelho que fora mostrado nas imagens de segurança na véspera do homicídio de Patrícia.

Transferência

 Após serem presos, os dois foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Araguaína e posteriormente serão encaminhados para a Casa de Prisão Provisória (CPP) até serem transferidos para Palmas. De acordo com o delegado Israel Andrade a previsão é que os dois sejam transferidos para a Capital nesta quarta-feira,15. “Após ouvidos os dois serão encaminhados para a CPP de Palmas”, afirmou.

 Sobre os motivos do crime o delegado ressaltou que apenas após as oitivas serão apresentados os fatores resultaram na morte da jovem. “Eles serão autuados pelo crime de Feminicídio, que é o crime baseado em ódio de gênero e podem pegar de 12 a 30 anos de detenção”, afirmou.

 

Patrícia Aline Santos, de 29 anos, foi encontrada morta na quinta-feira (09) em um matagal, perto de um shopping de Palmas. Ela foi baleada e o namorado Iury é o principal suspeito do crime, segundo a polícia.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *