Caminhoneiro é preso em Paraíso após derrubar o poste de fiscalização eletrônica em Araguaína - Atitude Tocantins
Caminhoneiro é preso em Paraíso após derrubar o poste de fiscalização eletrônica em Araguaína
Notícias Polícia

Caminhoneiro é preso em Paraíso após derrubar o poste de fiscalização eletrônica em Araguaína

Caminhoneiro é preso em Paraíso após derrubar o poste de fiscalização eletrônica em Araguaína
Avalie esse post

A prisão aconteceu depois que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ter recebido uma denúncia sobre o caminhão que havia derrubado, no dia 11 de maio, um poste de sustentação e um equipamento de fiscalização eletrônica instalado no município de Araguaína/TO. Ocasião em que o denunciante repassou todas as características do veículo responsável e a respectiva placa, que levou a prisão do caminhoneiro nesta quarta-feira, 15, em Paraíso do Tocantins.

por Redação

No início da tarde de hoje (15), a PRF identificou o veículo e caminhoneiro suspeito de ter cometido o crime de dano qualificado.  A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina promovida pela equipe da PRF no km 497 da BR-153, município de Paraíso do Tocantins/TO, quando foi abordado o caminhão VW/24.250 CLC 6X2, conduzido por um homem de 24 anos – veículo compatível com o informado pelo denunciante.

“Ao comparecer ao local do delito, a equipe da PRF confirmou o dano e constatou, com base nos vestígios, que um caminhão havia realizado manobra para derrubar o equipamento, no entanto, naquela data não encontraram o suspeito. Não obstante, os dados do veículo suspeito foram registrados e repassados para todas as unidades operacionais da PRF”, informou a PRF.

Ao ser questionado sobre o fato, o caminhoneiro confessou que derrubou propositalmente o equipamento de fiscalização após passar acima da velocidade permitida para o local, que é de 80km/h.

Com isso, o condutor foi enquadrado como autor do crime de dano qualificado de acordo com o Código Penal Brasileiro. Por se tratar de dano ao patrimônio público da União, o autor foi conduzido para a Polícia Federal em Palmas/TO para os procedimentos cabíveis.

Do crime

Art. 163 – Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia:

Parágrafo único – Se o crime é cometido: III – contra o patrimônio da União, Estado, Município, empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista;

Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 3 (três) anos, e multa, além da pena correspondente à violência.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *