Boi Gordo: Consumo estagnado faz o varejo negociar quantidades mínimas - Atitude Tocantins
Boi Gordo: Consumo estagnado faz o varejo negociar quantidades mínimas
Agronegócio Brasil Destaques Negócios Notícias

Boi Gordo: Consumo estagnado faz o varejo negociar quantidades mínimas

Boi Gordo: Consumo estagnado faz o varejo negociar quantidades mínimas
Avalie esse post

“No dia anterior, a carcaça bovina no atacado teve queda de 1,6% em relação a última quarta-feira (05/07). O varejo tem negociado quantidades mínimas devido ao consumo interno estagnado. Por outro lado, o frio em regiões fortes de pecuária como MT, TO, GO e PA estimula a saída dos animais a pasto”, aponta o relatório.

Confira: Relatório Informativo do boi gordo

Em entrevista ao jornalista Aleksander Horta, do Notícias Agrícolas o analista da Radar Investimentos, Douglas Coelho, explicou um pouco sobre o mercado do boi e citou que as condições climáticas atípicas deste ano como o volume de chuva e a queda de temperatura, como no caso do Tocantins, atrapalha a condição dos pastos, causando mudança no cenário de oferta.

“Houve uma mudança drástica e até maio o volume de chuvas que a gente observava nas regiões Centro-Oeste e Sudeste foi acima dos anos anteriores e houve fatores externos também como a Carne Fraca e delação da JBS que inibiu os pecuaristas a negociarem”, disse Douglas Coelho.

Douglas Coelho considera que no momento o cenário é complicado para o pecuarista em um cenário em que a oferta de animais cresceu e os frigoríficos estão com estoques mais elevados.

“O pecuarista vai tentar negociar, mas o frigorifico vai estar com apetite menor com estoque elevado com escala completa e não vai querer pagar um preço mais alto”, disse.

Clique AQUI e confira as cotações do boi.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *