Ação prende 'atacadista' do tráfico em condomínio de luxo em Goiás - Atitude Tocantins
Ação prende ‘atacadista’ do tráfico em condomínio de luxo em Goiás
Notícias Polícia

Ação prende ‘atacadista’ do tráfico em condomínio de luxo em Goiás

Ação prende ‘atacadista’ do tráfico em condomínio de luxo em Goiás
Avalie esse post

Informaçõe do G1/Goiás

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (8) oito pessoas suspeitas de distribuir drogas na Grande Goiânia e enviar parte dos produtos para São Paulo. Entre os presos está o empresário Paulo Reimon Vieira de Aguiar, de 48 anos, que, segundo a investigação é o chefe da quadrilha e apontado como “atacadista” do tráfico na região. Ele foi detido em um condomínio de luxo na capital.

As prisões fazem parte da Operação Migratio, deflagrada nesta manhã. Segundo a investigação, o grupo era responsável por vender entorpecentes e materiais para refino no atacado para laboratórios e outros traficantes. Um dos mandos de prisão foi para um membro do grupo que articulava o esquema de dentro da cadeia. 

Polícia desarticulou quadrilha que distribuía drogas para laboratórios e traficantes (Foto: Murillo Velasco/G1)
Polícia desarticulou quadrilha que distribuía drogas para laboratórios e traficantes (Foto: Murillo Velasco/G1)

Ele [o Paulo] era o atacadista da droga. Ele comprava bens por meio da empresa locadora de caçambas de que é proprietário para dar aparência legal ao dinheiro do tráfico”, afirmou o delegado Alécio Moreira Júnior, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc).

Segundo a polícia, o empresário já é condenado pela Justiça de São Paulo por tráfico de drogas e por roubo a banco pelo estado do Tocantins. Ele morava há cerca de 10 anos em Goiás, cumprindo pena com tornozeleira eletrônica.

De acordo com o delegado, o empresário tinha como auxiliares: André Luiz Garcia Munhoz, de 65 anos, distribuidor da droga e cobrador da quadrilha, Gilberto Vieira Alves, 54, responsável pela empresa destinada à lavagem de dinheiro e Charles Alves Morais, 42, que armazenava os produtos. Também participavam do esquema Francisco Ricardo Gonçalves, 35,  Rogério Mendes dos Santos, 32, e Tatiane Pereira Guimarães, 22, que comercializavam a droga.

Além dos seis auxiliares, a polícia descobriu que Paulo contava também com a ajuda de um detento que mantinha contatos de dentro da cadeia com o objetivo de comercializar os produtos. “Essa pessoa era responsável por cobrar e articular a distribuição. Ela já tinha clientes e articulava essa comercialização com eles”, elucidou o delegado. 

Polícia apreendeu 68 kg de insumos e 1,5 kg de cocaína em operação em Goiás (Foto: Murillo Velasco/G1)
Polícia apreendeu 68 kg de insumos e 1,5 kg de cocaína em operação em Goiás (Foto: Murillo Velasco/G1)

Durante as buscas e apreensões realizadas nesta sexta-feira, a polícia apreendeu 68 kg de insumos destinados à diluição da cocaína e 1,5 kg de cocaína. Além disso, nove carros e três caminhões foram apreendidos. A operação apreendeu também documentos e computadores que ainda vão ser analisados pelos investigadores.

No último dia 22 de fevereiro a Polícia Civil apreendeu 42,6 kg de pasta base de cocaína com dois homens. Segundo o delegado, esta droga pertencia a Paulo Reimon. 

Empresário tinha carros, imóveis de luxo e lavava dinheiro com empresa, diz polícia (Foto: Murillo Velasco/G1)
Empresário tinha carros, imóveis de luxo e lavava dinheiro com empresa, diz polícia (Foto: Murillo Velasco/G1)

De acordo com o delegado, os presos vão responder por tráfico interestadual de drogas, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Moreira afirma que a polícia ainda não tem uma avaliação do patrimônio do empresário.

 

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

Tags

Sobre o Autor

Atitude Tocantins

Ao desenvolvermos as seções de Agronegócio, Cidades, Opinião, Social, Cultura, Educação e Esporte, Meio Ambiente e Política procuramos atender a necessidade do público em ser informado sobre os acontecimentos locais, regionais ou próximos à comunidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *